Celtas

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Os Celtas eram os povos de família linguística indo-europeia que se localizavam no Oeste da Europa reunidos em diversas tribos.

A Civilização Celta começou a se formar a partir do segundo milênio antes de Cristo reunindo diversas etnias em tribos que ocupavam grande extensão territorial no Europa. Entre os constituintes mais famosos estavam os bretões, os gauleses, os belgas e os batavos, por exemplo. Não por acaso, esses nomes se tornaram denominações de regiões do Império Romano, que conquistaria enorme território. Os celtas, inclusiceltasve, por exemplo, iniciaram a introdução das técnicas de manuseio do ferro e da metalurgia no continente europeu.

Ao mesmo tempo em que se diz que os Celtas eram compostos de diversas tribos, é importante ressaltar que essas etnias não formavam um grupo coeso. Os vários povos que constituíam a Civilização Celta, como os já citados, seguiram rumos diversos na história do continente europeu. Alguns deles eram rivais entre si, alguns aliados do Império Romano ou isolados dos demais grupos. De toda forma, esses povos foram importantes e organizados o suficiente para gerar uma civilização com heranças históricas e culturais fundamentais para a humanidade. Devido ao vasto território ocupado por esses povos, os celtas estabeleceram contatos comerciais com diferentes civilizações do mundo antigo. Essa abrangência foi tamanha e hoje é assim reconhecida porque pode-se encontrar elementos materiais de origem etrusca e chinesa que datam de séculos antes de Cristo em territórios reconhecidamente ocupados pelos antigos celtas.

Se a Civilização Celta fosse um império coeso e unificado, ela seria um dos maiores impérios conhecidos, pois seus povos constituintes se espalharam por grande parte da Europa e mantiveram relações econômicas com diferentes etnias. Mais tarde, quando os romanos iniciaram uma grande expansão territorial, eles se beneficiaram muito das conquistas, das terras e das técnicas previamente estabelecidas pelos celtas.

Os celtas foram incapazes de combater o Império Romano em expansão por causa de sua tradicional organização. O grande número de povos e tribos, que, em diversas ocasiões, não se relacionavam pacificamente, fragmentava o poder de combate dessa civilização. Sua sociedade era, geralmente, dividida em clãs que reunia famílias dividindo as terras férteis. A sociedade era dividida em nobres, homens livres, servos, artesãos e escravos, reservando grande prestígio e influência ainda para os druidas, denominação que era dada aos sacerdotes.

Culturalmente, a Civilização Celta utilizava a língua céltica derivada dos ramos indo-europeus. Possuíam grande apreço pelas artes, marcadas por uma tendência abstrata. A religião celta contava com muitas divindades, era politeísta, que representava elementos da natureza e da vida animal. Alguns de seus mitos e lendas foram incorporados pelo paganismo romano e também na trajetória de alguns santos cristãos, como São Patrício.

Atualmente, a Civilização Celta é muito cultuada em função de seus diversos mitos que ilustram contos fantásticos retratados em livros e filmes. São riquíssimas as narrativas da mitologia celta e muito populares no Ocidente. Suas lendas influenciaram a cultura de vários países na Europa, com destaque para a corte do Rei Arthur, a espada Excalibur e as lendas de Avalon. O país que possuí maiores vestígios da civilização celta hoje é a Irlanda.

Leia também:

Fontes:
http://ppg.revistas.uema.br/index.php/brathair/article/viewFile/593/514
http://www.canalacademico.com.br/revistasunic/index.php/revistaletrasmil/article/viewFile/57/50
http://ppg.revistas.uema.br/index.php/brathair/index
http://anpuh.org/anais/wp-content/uploads/mp/pdf/ANPUH.S24.0687.pdf