Apraxia

A apraxia consiste em um distúrbio neurológico caracterizado por causar perda de habilidade para realizar movimentos e gestos precisos, embora o indivíduo apresente vontade e habilidade física para tal. O termo apraxia foi utilizado pela primeira vez no ano de 1871, por Steinthal.

A causa desta condição é uma disfunção dos hemisférios cerebrais, que pode ser resultado de traumas locais, tumores, dentre outros fatores.

Comumente, os pacientes com esta disfunção apresentam problemas na pronúncia dos sons da fala, sendo que a severidade do quadro fica na dependência da natureza do dano cerebral. Além disso, também leva à redução da capacidade de utilizar objetos e de executar atos motores conhecidos.

A apraxia pode ser classificada em quatro tipos distintos, que são:

  • Apraxia ideativa: trata-se da ideomotora; todavia, o desempenho não melhora com a presença do objeto e nem com a imitação. É mais comumente observada em casos de demência.
  • Apraxia buço-facial: neste tipo o indivíduo apresenta dificuldade de realizar movimentos com os músculos faciais e bucais. Tipicamente observado em associação com os quadros afásicos.
  • Apraxia da marcha: trata-se da impossibilidade de realizar movimentos imprescindíveis para a marcha. Os indivíduos que apresentam este tipo de apraxia são capazes de cruzar as pernas quando sentados, bater os pés no chão de forma alternada, de realizar movimentos de bicicletas quando deitados; no entanto, não são capazes de realizar os movimentos para evoluir na marcha.
  • Apraxia de vestir: o indivíduo perde a noção da sequência correta de vestir as várias peças de roupas. É muito observado em casos de demência.

O diagnóstico desta condição é feito por um profissional capacitado, como um fonoaudiólogo, que deve determinar a natureza e avaliar a gravidade do caso.

O tratamento da apraxia envolve uma equipe multidisciplinar, uma vez que, além da dificuldade de execução de atos motores, há também uma disfunção neurológica, que pode levar a problemas sociais. Desta forma, a intervenção deve englobar fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicopedagogos e psicólogos.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Apraxia
http://www.psiqweb.med.br/site/DefaultLimpo.aspx?area=ES/VerDicionario&idZDicionario=112
http://www.manualmerck.net/?id=101&cn=926
http://www.asha.org/public/speech/disorders/ApraxiaAdults.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças