Febre de Oropouche

A febre de oropouche, também chamada de febre de Mojui, consiste em uma doença viral (causada por um arbovírus), que ocorre em áreas tropicais e é transmitida pela picada do mosquito da espécie Culicoides paraensis, popularmente conhecido como mosquito pólvora ou marium.

Este inseto se reproduz em áreas úmidas e sua reprodução ocorre em áreas alagadas e onde exista matéria orgânica em decomposição. Suas larvas podem viver tanto em água doce quanto e salgada.

Esta moléstia ocorre mais frequentemente na região amazônica, no Caribe e no Panamá. A doença possui o nome da região onde a doença foi descrita pela primeira vez, o Rio Oropouche em Trinidad e Tobago, no ano de 1955.

No Brasil, esta doença foi descrita primeiramente no ano de 1960, quando foi isolada do sangue de um bicho-preguiça capturado durante a construção da rodovia Belém-Brasília.

O período de incubação deste vírus gira em torno de 3 a 8 dias, embora possa chegar a 12 dias. Dentre as manifestações clínicas, é possível observar a presença de febre, anorexia, intensas dores de cabeça, dor no pescoço e nas costas, dor nas articulações, fotossensibilização, bronquite, diarréia, dor abdominal e sensação de queimação em todo o corpo. O paciente pode vir a desenvolver meningite.

O diagnóstico é alcançado por meio de exames laboratoriais que irão fazer a dosagem dos níveis séricos dos anticorpos específicos contra o vírus em questão.

Não existe um tratamento específico para esta doença, sendo o mesmo sintomático, por meio do uso de medicamentos analgésicos e antiinflamatórios, que devem ser receitados por um médico, pois alguns deles são perigosos, podendo levar à diminuição da coagulação sanguínea (como a aspirina), prejudicando a recuperação do paciente. Em casos graves da febre de Oropouche, pode-se lançar mão de uma terapia antiviral que utiliza um fármaco chamado ribavirina.

A prevenção desta doença é feita por meio da aplicação cuidadosa de inseticidas em locais do país onde há predominância deste mosquito, e quando em áreas endêmicas, fazer uso de repelente de insetos para prevenir picadas.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Oropouche_fever
http://www.fountia.com/oropouche-fever
http://www.tuasaude.com/febre-de-oropouche/

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças