Gastrite

Por Thais Pacievitch
Gastrite é uma doença inflamatória que acomete a fina película de muco que reveste o estômago, conhecida como mucosa gástrica. Popularmente o termo gastrite é utilizado para descrever algum distúrbio gástrico, isso nem sempre está correto, uma vez que a gastrite só acontece no estômago.

Existem dois tipos de gastrites, a saber, aguda e crônica. A gastrite aguda é caracterizada pelo surgimento repentino, evolução rápida e associada a um agente causador específico, ela também pode ser causada por estresse físico. São agentes causadores de gastrite: consumo constante de ácido acetil-salicílico (melhoral e aspirina, por exemplo), consumo elevado de bebidas alcoólicas, alimentos contaminados por vírus, bactérias ou germes e suas respectivas toxinas. À gastrite aguda está associada a hemorragia digestiva superior aguda, acompanhada de evacuações com sangue e vômito.

A gastrite crônica pode se desenvolver graças à presença de uma bactéria comum no estômago, chamada Helicobacter pylori que, em alguns casos, pode levar à destruição da mucosa gástrica, propiciando, desta forma, a ação do ácido gástrico (importante para a “esterilização” do que ingerimos) sobre a parede do estômago, provocando a inflamação conhecida como gastrite. Outra causa da gastrite crônica é o refluxo para o estômago da bile que o fígado secreta para a parte inicial do intestino delgado.

A gastrite crônica nem sempre apresenta sintomas, já a gastrite aguda tem como principais sintomas: náuseas, vômitos, azia e queimação no estômago, perda de apetite, sensação de saciedade mesmo com a ingestão de pouco alimento e, nos casos complicados hemorragia digestiva, vômito com sangue e a eliminação de fezes escuras.

O diagnóstico é feito pelo médico depois de ouvir do paciente relatos dos sintomas acima descritos, em seguida o médico pode solicitar uma endoscopia, para observar as possíveis alterações e/ou lesões do estômago e depois de fazer um estudo das células recolhidas (estudo citológico) através de biópsia.

A forma de tratamento varia de acordo com o tipo de gastrite. No caso de gastrite aguda, o tratamento é associado a medicamentos antiinflamatórios. Quando a gastrite é crônica recomenda-se a utilização de antibióticos e de medicamentos que bloqueiem a produção de ácido gástrico.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.