Herpes Genital

Por Jocelaine
Herpes Genital é uma infecção causada pelo vírus herpes simplex (HSV-1 ou HSV-2) que causa lesões nos órgão genitais, ânus, nádegas podendo se estender até a região das costas. Ela atinge milhões de pessoas no mundo, e o seu contágio ocorre através do contato sexual com pessoas infectadas, por isso ela faz parte do grupo das DST's (doenças sexualmente transmissíveis).

A herpes genital não tem cura e os primeiros sintomas da doença ocorrem ente 10 e 15 dias após o contágio. Ao entrar em nosso organismo o vírus do herpes pode ter a fase de atividade que é quando a doença se manifesta causando prurido (coceira) e o surgimento de pequenas vesículas (bolhas), nos órgãos genitais, seguidos de febre e gânglio inflamados (ínguas). Essas vesículas se rompem evoluindo para pequenas ulcerações (feridas) muito dolorosas, após alguns dias essas ulcerações cicatrizam-se e os sintomas da doença desaparecem. O que torna a herpes genital altamente contagiosa é o fato que mesmo sem apresentar os sintomas da doença a pessoa continua infectada e transmitindo a herpes genital, pois nessa fase que chamamos de latência (sem atividade) o vírus continua em nosso organismo mas sem se manifestar. Existem situações em que a pessoa infectada não apresenta os sintomas sendo apenas transmissora da doença.

Como esse vírus fica incubado em nosso organismo, ocorre às reincidências dessa doença que apresentam os mesmo sintomas da primeira manifestação, mas são menos agressivos porque o organismo já criou anticorpos para combater o vírus. Essas reincidências normalmente ocorrem quando nosso sistema imunológico está baixo, quando passamos por situações de estresse, uso de roupas apertadas, exposição ao sol, todos esses fatores variam de pessoa para pessoa, e contribuem para a reincidência da doença. Esses fatores são chamados de efeitos desencadeantes, por isso é sempre bom que uma pessoa que tenha o vírus consiga perceber qual o fator que faz com que ocorra nova manifestação da doença, assim consiga evitar a reincidência.

SINTOMAS
- Prurido;
- Ardor;
- Manchas vermelhas;
- Vesículas (bolhas) com liquido dentro;
- Febre;
- Aumento dos gânglios (íngua) da região da virilha;
- Dor ao urinar
- Dor durante a relação sexual
- Corrimento vaginal

TRANSMISSÃO

A herpes genital é transmitida através da relação sexual, sem o uso de preservativo, com uma pessoa infectada. Mesmo o vírus estando em seu estado latente (sem sintomas da doença) uma pessoa infectada transmite herpes para seu parceiro.

Mulheres gestantes ou que tenham intenção de engravidar e são portadoras do vírus, devem informar ao médico pois o herpes pode provocar aborto espontâneo. O vírus também pode chegar ao feto durante a gestação (herpes congênito), tornando uma doença extremamente grave e letal.

TRATAMENTOS

Como a herpes é uma doença que não tem cura, os tratamentos disponíveis são aplicados para o alívio dos sintomas, redução da reincidência e do tempo de duração da manifestação e da doença .

O medicamento utilizado para o tratamento é o aciclovir, que é um antiviral, que impede a multiplicação do vírus. Mas quando o vírus está no estado latente este medicamento não tem efeito sobre ele.

É de extrema importância que ao apresentar os sintomas da doença a pessoa procure um médico para iniciar o tratamento correto.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.