Marasmo

Marasmo é a deficiência de calorias protéicas, que causa perda do tecido subcutâneo e muscular. Ocorre em crianças lactantes, ou seja, com menos de dezoito meses. Este tipo de desnutrição é comum em países em desenvolvimento e subdesenvolvidos.

O marasmo ocorre quando a criança não ingere comida com frequência, durante um longo período, fazendo com que não haja energia suficiente para suprir as necessidades de seu metabolismo, apresentando apatia, cabelo ralo e escasso.

Isso ocorre quando a mãe não pode amamentar e resulta em uma criança extremamente magra, pois há perda de gordura corporal e principalmente de tecido muscular, fazendo com que o peso (em casos mais graves, o peso pode ser menor em 60% do que deveria ser) e a altura desta criança sejam baixos em relação a sua idade. As crianças de regiões extremamente pobres são alimentadas com uma quantidade fraca de cereais, os quais não contém a quantidade necessária de proteínas e vitaminas para o desenvolvimento da criança.

A falta de alimentos enriquecidos com lipídios, carboidratos, proteínas e vitaminas causam diversos sintomas maléficos à vida da criança. Temos sintomas como: pele frouxa, gordura ausente (um fator que faz com que não haja proteção contra o frio), costelas proeminentes, seus membros ficam delgados, taxa de crescimento muito baixa e pode levar até a hipotonia, ou seja, quando o movimento do músculo é anomalamente baixo. Devido a essa baixíssima falta de nutrientes essenciais para a criança há uma queda muito grande de seu sistema imunológico, fazendo que essas crianças fiquem mais propensas a adquirir doenças e infecções, como por exemplo, infecções no trato intestinal, que podem causar diarréia fazendo com que acelere a perda de nutrientes, além do mais o cérebro é prejudicado. O desenvolvimento dessa desnutrição ocorre de forma lenta.

Esta é a forma mais comum de desnutrição calórica protéica, geralmente quando a criança volta a se realimentar mostra-se exageradamente faminta. Algumas vezes essa desnutrição pode até levar ao óbito se não for tratada a tempo. Esse tratamento nutricional é feito de forma cuidadosa com uma dieta contendo os nutrientes que essa criança não possui, após parte desses nutrientes forem recuperados é oferecido à criança leite desnatado para acelerar o processo de reposição dos componentes (proteínas, carboidratos), e só depois de algum tempo que poderá ser feita a reposição de gordura.

Fonte:
http://www.jped.com.br/conteudo/00-76-S285/port.asp
http://www.nescon.medicina.ufmg.br/ceabsf/ambiente/modules/biblio_virtual/bead/imagem/1556.pdf
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?111
http://www.hospvirt.org.br/enfermagem/port/desnutri.htm

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças, Nutrição