Otosclerose

A otosclerose, também chamada de otospongiose, é uma displasia óssea da cápsula ótica e ossículo existente apenas nos seres humanos, caracterizada por reabsorção e deposição óssea anormais na cápsula labiríntica e ouvido, resultando em surdez.

Esta afecção pode acometer qualquer região do osso petroso, o qual faz parte do osso temporal. Aproximadamente em 70 a 90% dos ouvidos, o foco esclerótico é composto pela região anterior da base do estribo, o processo cocleriforme e a saliência do promontório.

Sua etiologia ainda não foi elucidada. Existem diversas hipóteses que apresentam relação com distúrbios genéticos, metabólicos, vascular e infeccioso. Outras suposições envolvem fatores hereditários, fatores hormonais, alterações bioquímicas, metabólicas, infecções, traumas, problemas vasculares e auto-imunes.

Raramente ocorre a perda auditiva em indivíduos menores de 15 anos de idade. A doença afeta duas vezes mais as mulheres do que os homens, sendo bilateral em aproximadamente 80% e 90% dos casos, respectivamente. Nas mulheres, o risco do aparecimento dessa doença também tem sido relacionado com as alterações hormonais presentes durante a gestação.

A manifestação clínica mais observada é a perda auditiva progressiva. Em adição, pode haver a presença de tonturas, equilíbrio e zumbidos no ouvido. De acordo com alguns autores, a otosclerose apresenta na sua primeira fase uma perda auditiva condutiva; na segunda fase, uma perda auditiva mista e, por conseguinte, com a progressão da doença, pode apresentar componente sensorioneural.

O diagnóstico é baseado em exames clínicos e nos testes auditivos.

O tratamento deve ser direcionado para cada caso, devendo ser levado em conta a idade do paciente, a atividade profissional, o risco de cada procedimento terapêutico e o desejo do paciente.

O tratamento clínico pode ser realizado isolado ou em associação ao tratamento cirúrgico.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Otosclerose
http://www.nead.unama.br/site/bibdigital/pdf/artigos_revistas/102.pdf
http://www.saudedicas.com.br/doencas/otosclerose-182961
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992002000200015
http://www.manualmerck.net/?id=238&cn=1922
http://www.forl.org.br/infodoencas_detalhes.asp?id=32

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Audição, Doenças