Skunk

Skunk ou supermaconha é uma droga ilícita, ou seja, uma substância psicoativa de ação perturbadora do sistema nervoso central. O skunk é produzido a partir de uma espécie de cannabis sativa hibrida, ou seja, resultado de cruzamentos de espécies diferentes de plantas do mesmo gênero (Cannabis sativa, Cannabis indica e Canabis ruderalis), cultivada de forma diferente, com o objetivo de obter uma concentração maior de THC (tetrahidrocannabinol), substância ativa com poder narcótico presente nas plantas desse gênero. O skunk foi desenvolvido em laboratórios holandeses, mas a disseminação das sementes pelo mundo, inclusive vendidas pela internet, é preocupante.

Cultivada em condições especiais de temperatura, luminosidade e umidade, geralmente em estufas, com técnicas do sistema hidropônico, a planta desenvolve-se com maior rapidez e ocupa menos espaço. Enquanto uma planta da espécie de cannabis sativa comum mede cerca de 1,8 m, a planta cultivada nessas condições alcança apenas 30 cm. Como resultado, enquanto em uma espécie de cannabis sativa comum a concentração de THC é de 2,5%, no skunk pode chegar a 17,5%.

Devido aos custos de produção elevados do skunk, a droga ficou conhecida como “maconha de rico”, pois seu preço é bem superior ao da maconha comum.

Para o usuário, não há como diferenciar a maconha do skunk visualmente. O que ocorre é que as sensações ao consumir determinada quantidade de skunk, ao serem comparadas com o consumo da mesma quantidade de maconha, são bem mais intensas, devido ao maior índice de THC no skunk.

Portanto, os efeitos do skunk são os mesmos da maconha, potencializados. A ação do skunk no organismo é o mesmo da maconha, no entanto, devido a alta concentração de THC, a possibilidade do usuário tornar-se dependente é bem maior.

Leia mais:

Referências:

BRASIL. Ministério da saúde. DST-AIDS. Riscos são maiores. Reportagem do Correio Braziliense, 5 maio 2003. Disponível em: < http://www.sistemas.aids.gov.br/imprensa/Noticias.asp?NOTCod=52464>  Acesso em 28 jan. 2010.

http://www.skunkseeds.eu/lowryder-seeds/ - Acesso em 30 jan. 2010.

Arquivado em: Drogas