Consciência Política

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Parte fundamental do exercício da cidadania refere-se à Consciência Política. Esta deve ser moldada no indivíduo desde sua infância, propiciando uma boa formação de caráter no seio familiar e que será desenvolvida ao longo da vida para ser multiplicada com a sociedade. Ou seja, educação e cidadania são interdependentes e a Consciência Política é fruto dessa relação.

Foto: Agência Brasil / José Cruz

Foto: Agência Brasil / José Cruz

Infelizmente, nem toda sociedade desfruta de educação mínima e adequada. Como acontece no Brasil, há muitas debilidades no sistema educacional que causam prejuízos de longa duração, pois afetam várias gerações. Para que ocorra uma educação cidadã é preciso existir um projeto político efetivamente democrático que valorize a participação dos cidadãos nas decisões e no cumprimento das leis impostas à determinada sociedade. Além disso, o simples repasse de conhecimento e informação não é suficiente para uma educação cidadã. É preciso despertar o envolvimento cognitivo e afetivo do indivíduo, fazendo-o sentir que a educação o propicia consciência para entender e modificar as realidades de seu meio. O desenvolvimento da visão crítica nos jovens é fundamental para a incorporação de valores democráticos e para a participação política significativa. Não é nenhum mistério que o nível de desigualdade e de problemas de um país está associado ao nível de educação e cultura de seu povo.

Para a solidificação da consciência política de um país é preciso que seus indivíduos sejam cidadãos conscientes de seus direitos civis e políticos e em sua implicância para um futuro melhor. Normalmente atribui-se ao voto o poder de transformação, porém sua repercussão é muito pequena e muito demorada. Para que haja uma sociedade mais igualitária, é preciso haver envolvimento com as questões políticas e sociais não apenas em época de eleições. Eis a razão de uma educação de qualidade, que faça o jovem crescer consciente de sua função social.

O caso brasileiro, em específico, nos alerta para a imediata necessidade de um novo plano de futuro para o país. Frente ao quadro de estagnação política e social que nos encontramos, muito em função de um sistema público educacional extremamente debilitado, faz-se urgente a revisão de conceitos como cidadania e voto. Este só se apresenta a cada dois anos e não é suficiente para atender as demandas do país. Já a cidadania está abalada pela péssima qualidade da educação e pela fraca Consciência Política. Para além desses problemas apontados, ainda seria possível apontar muitos outros que comprometem igualmente o futuro do país.

A consciência política é, ao mesmo tempo, alvo e razão de uma sociedade mais justa e igualitária e que anseia dias melhores para sua população.

Fontes:
http://www.midiaindependente.org/pt/green/2006/07/358385.shtml
http://www.portalconscienciapolitica.com.br/o-site/

Arquivado em: Educação, Política