Coordenador Pedagógico

Por Emanuelle Oliveira
O coordenador pedagógico é fundamental no ambiente escolar, pois ele promove a integração dos envolvidos no processo ensino-aprendizagem, estabelecendo relações interpessoais de forma saudável. Ele tem um papel essencial na valorização da formação do professor, pois desenvolve certas habilidades capazes de lidar com as diferenças, tendo como objetivo ajudar efetivamente na construção de uma educação de qualidade.

O coordenador pedagógico tem que ter consciência da responsabilidade e do papel que assume na instituição, por isso, deve estar em constante processo de formação e em parceria com o corpo docente, os pais, alunos e direção.

Agindo dessa forma, ele estará promovendo um ambiente democrático e participativo em que a comunidade escolar terá liberdade para produzir conhecimento, a mudanças atitudinais, procedimentais e conceituais nos indivíduos.

É através dos órgãos colegiados que teremos esses espaços de participação. Eles deverão assumir as transformações ocasionadas no ambiente, assim como o compromisso e a responsabilidade de seus componentes, pais, alunos, professores, coordenação e direção. Cabe ao coordenador atuar coletivamente, concebendo esses espaços como oportunidades para o desempenho das suas funções devendo mostrar indicativos de motivação vinda do esforço individual em busca do diálogo pedagógico que surgirá nos diferentes momentos da organização do trabalho.

Compete a direção e a coordenação pedagógica apoiar e sustentar um espaço em que haja reflexão, investigação, negociação e tomada de decisão colaborativa entre todos os atores da escola, valorizando a formação de professores e a sua.

O coordenador pedagógico tem, além, das funções pedagógicas, a tarefa de resolver os conflitos no espaço escolar, como os de ordem burocrática, disciplinar e organizacional. Ele deve dispor de métodos e ações que colaboram para o fortalecimento das relações entre a cultura e a escola. Para assumir esse cargo, é necessário estar preparado para enfrentar os problemas diários e atender aos pais, funcionários e professores com presteza e responsabilidade, incentivando a execução do projeto pedagógico e a participação de todos na construção do mesmo.

Algumas escolas questionam a necessidade de um coordenador na escola, todavia, chegam à conclusão que esse sujeito pode promover significativas mudanças, pois contribui de forma significativa para a formação e informação dos docentes. Ele torna o espaço escolar dinâmico e reflexivo, com isso, há uma maior superação de obstáculos, socialização de experiências e fortalecimento das relações interpessoais.

Partindo desse pressuposto, podemos perceber as funções formadora, articuladora e transformadora desse profissional no ambiente escolar. Seu papel é  fundamental para a formação dos docentes envolvidos no processo educacional.

Referências bibliográficas:
CANÁRIO, R. (Org.). Formação e situações de trabalho. Porto Editora: Portugal, 1997.
LIBÂNEO, J. C. (2001). Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Editora Alternativa.