Enxofre

Por Adriano Leal
O enxofre é o elemento químico de número atômico 16 e massa atômica 32,065 u. Representa-se pela letra S em sua forma maiúscula e se localiza na tabela periódica no período 3. É participante do grupo dos calcogênios. Seu estado físico é sólido quando se encontra a uma temperatura de 20ºC e pressão de 1 atm. Possuí uma coloração amarelada, é insípido, mal condutor de calor e eletricidade além de ser quase inodoro. É insolúvel em água, porém apresenta solubilidade em dissulfeto de carbono. Um de seus compostos mais conhecidos é o dióxido de enxofre (SO2), um dos responsáveis pelo surgimento de chuvas ácidas.

Enxofre

Enxofre

Não é prática comum a obtenção de enxofre em laboratórios, pois ele é localizado com relativa facilidade na natureza, avalia-se que é responsável pela composição de cerca de 0,03% da crosta terrestre. Encontra-se na sua forma nativa em meteoritos, vulcões e fontes de águas termais. Também pode ser extraído de impurezas de vários metais, ou ainda pela recuperação de gases ácidos do petróleo. Entre os minérios de sulfeto que contém enxofre, podemos citar a galena (PbS), a Pirita (FeS2), a esfalerita (ZnS) e o Cinábrio (HgS).

Devido a diferentes formas de arrumação entre as ligações de seus átomos, o enxofre possui algumas formas cristalinas, como o enxofre rômbico e o enxofre monoclínico.

A Petrobras é responsável pela produção de 7% do enxofre consumido pelo mercado brasileiro. Ela comercializa 3 tipos: o pecuário, utilizado na complementação da alimentação do gado, o ventilado, usado na vulcanização da borracha e o industrial, cuja utilização é feita em diversos segmentos.

"Pirita": minério que contém enxofre.

"Pirita": minério que contém enxofre.

Processos de Extração

Em 1891, Herman Frasch criou o primeiro processo economicamente viável para a sua extração. Como possui um baixo ponto de fusão (115ºC), Frasch teve a idéia de usar vapor de água em altas temperaturas para fundir o enxofre sólido e soltá-lo da rocha onde ele se encontrava afixado. Depois de solto, o líquido era levado à superfície através de um bombeamento com ar comprimido. Atualmente o método mais utilizado é o Processo Claus, inventado e patenteado por Carl Friedrich Claus, consiste na obtenção de enxofre a partir do Sulfeto de Hidrogênio (H2S).

Aplicações

A maior aplicação de seu uso no âmbito mundial se refere à produção de ácido sulfúrico, estima-se que 87% de sua utilização é destinada a obtenção desse produto. Possui também extrema importância na fabricação da borracha, pois a vulcanização feita com enxofre é o meio mais simples e barato. Outra aplicação considerável é seu uso na composição de fertilizantes e defensivos agrícolas.

Enxofre no Organismo Humano

A presença do enxofre em nosso organismo possui caráter fundamental, além de auxiliar na formação de vitaminas, proteínas e do coágulo sanguíneo, ajuda no combate à parasitas. Sua deficiência provoca diversos sintomas, como depressão, neurite, odor desagradável na saliva e diminuição do brilho da pele. Para evitar esse déficit se recomenda a ingestão de frutas e verduras. Alimentos de origem animal como leite e ovos também o possuem em sua constituição.

Leia também:

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
ATKINS, Peter, JONES, Loretta. Princípios de química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. 3 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006, p. 675.
http://www.webelements.com/sulfur/ (Acesso em: 16 de Janeiro de 2010.)
http://www.nutricaoemfoco.com/2008/11/29/enxofre/ (Acesso em: 16 de Janeiro de 2010.)
http://www2.petrobras.com.br/produtos_servicos/port/Produtos/Enxofre/Enxofre.asp (Acesso em: 16 de Janeiro de 2010.)
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc16/v16_A12.pdf (Acesso em: 16 de Janeiro de 2010.)
http://www.dnpm.gov.br/assets/galeriadocumento/balancomineral2001/enxofre.pdf (Acesso em: 16 de Janeiro de 2010.)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Enxofre (Acesso em: 16 de Janeiro de 2010.)