Lítio

Por Júlio César Lima Lira
O Lítio, muito conhecido por ser utilizado na fabricação de baterias de Lítio metálico ou de íons de Lítio, é um metal alcalino de alto potencial oxidativo (na verdade, é o metal mais fácil de sofrer corrosão) pertencente à família 1A. Nas condições ambiente é sólido e macio, apresenta coloração branco-prateada e brilhante. Seu símbolo químico é Li.

É o metal mais leve que se tem conhecimento, com densidade igual a 0,534g/cm³, ou seja, quase metade da densidade específica da água. Sua massa atômica ponderada vale aproximadamente 7 u e seu número atômico é igual a 3 (elétrons e prótons). O estado de oxidação mais comum é o Li+.

Por possui o calor específico mais alto dentre as substâncias sólidas, assim, é bastante utilizado em transferências de calor.

É bastante instável (assim como os metais alcalinos, de uma forma geral, praticamente não existe livre na Natureza), sendo que reage violentamente com água liberando hidrogênio gasoso e formando hidróxido de Lítio (LiOH, uma base forte).

Além de ter muita afinidade química com a água (higroscópico), tende a formar óxidos facilmente.

Ocorrência e Abundância

Lepidolita

O Lítio é um metal raro na crosta terrestre (sua composição não excede 5ppm), entretanto não é comercialmente caro. As maiores fontes de Lítio disponíveis para extração são a lepidolita, petalita e espodúmena.

É encontrado também em diversos sais naturais e na água do mar. Quase sempre obtido pela eletrólise de cloreto de Lítio (LiCl).

Dentre os países produtores destaca-se a Bolívia: detentor de quase metade das reservas mundiais, cuja meta é produzir quase 30 mil toneladas por ano até 2012. Correspondendo assim, com 25-30% da produção mundial (estimada em 100 mil toneladas métricas por ano).

Aplicações

  • Baterias (na forma metálica ou iônica);
  • Medicamentos para tratamentos psíquicos (bipolaridade, depressão) na forma de carbonato de lítio – Li2CO3;
  • Ligas metálicas condutoras de calor;
  • Lubrificante (estereato de lítio);
  • Depurador de ar em submarinos e naves espaciais (atua removendo o dióxido de carbono)
  • Analgésico;
  • Prismas ópticos (fluoreto de lítio).

Fontes:
THEODORE L. Brown, H. EUGENE LeMay, BRUCE E. Bursten. Química: A ciência central, São Paulo – SP: Editora Prentice-Hall, 2005. 9ª Edição. 992 págs.
http://www.infosurhoy.com/cocoon/saii/xhtml/pt/features/saii/features/economy/2009/12/28/feature-02
http://tabela.oxigenio.com/metais_alcalinos/elemento_quimico_litio.htm
http://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/scenes-p/elem/e00300.html