Néon

Por Renato Marcondes
Néon (ou neônio) é um elemento químico pertencente ao grupo dos gases nobres, sendo o segundo mais leve, com numero atômico 10, símbolo químico Ne configuração eletrônica 1s2 2s2 2p6, gasoso e inodoro, tem um poder de congelamento três vezes maios que o do hidrogênio líquido, às vezes ele se torna mais viável comercialmente do que o próprio hidrogênio sendo vendido comercialmente como refrigerante criogênico.

O néon foi descoberto por volta 1898 através dos experimentos de químicos britânicos Ramsay e Travers que desconfiavam de uma falha na família dos gases inertes que tinham sido descobertos anteriormente.

Através de uma experiência onde foi destilado o ar liquido, sendo obtida uma substancia rica em hélio e um novo gás ao qual deram o nome de néon (que significa novo), sendo retirados os traços de oxigênio e nitrogênio por processos químicos e o néon sendo congelado com auxilio de nitrogênio liquido, separando-se assim do hélio que permanecia gasoso.

Para se obter aproximadamente 450g de néon são usados 44 toneladas de ar atmosférico.

Algumas reações que ocorrem dentro dos núcleos das estrelas entre carbono e oxigênio dão origem ao néon, e algumas dessas estrelas explodem dando origem a novas ou supernovas fazendo com que o néon esteja presente nas nuvens de gases interestelares ou nebulosas.

Esta é uma das hipóteses que faz com que pensemos que o néon estivesse presente nos gases que formaram a terra, e ele fosse posteriormente liberado pelo rompimento da crosta terrestre, assim estando presente na superfície terrestre.

O néon é usado para iluminação, utilizando-se tubos em baixa pressão por onde passam correntes elétricas. Se o tubo for incolor e gás néon estiver puro, quando os elétrons são excitados pela corrente elétrica emitem cor vermelhada-alaranjada, mas as cores podem ser alteradas tanto pela misturas de gases como hélio e árgon quanto pela coloração do vidro.

Suas principais aplicações são em lâmpadas fluorescentes, fabricação de lasers, dispositivos de detecção de radiação, lâmpadas de aviso de equipamentos eletrônicos, lâmpadas estroboscópicas, e em enchimento de controladores de Geiger-Muller, em letreiros luminosos, tubos de televisão e em indicadores de alta voltagem.

Bibliografia:
http://www.if.ufrj.br/teaching/elem/e01010.html
http://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/scenes-p/elem/e01091.html
http://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/scenes-p/elem/e01030.html