Ginástica Artística

Por Thais Pacievitch
A ginástica artística, também conhecida como ginástica olímpica é um esporte que requer força, agilidade, coordenação, controle do corpo, flexibilidade, equilíbrio e elegância. Os ginastas realizam exercícios em aparelhos oficiais.

Os aparelhos de ginástica femininos são:

Trave – os movimentos são executados em um espaço estreito. Tem as seguintes medidas: 10 cm de largura e 5 metros de comprimento.
Solo – exercícios realizados no solo tem fundo musical, sendo que os movimentos mais comuns são os saltos mortais e twist. O espaço é de 12 m².

Barras assimétricas – nas barras, é considerado o movimento ao passar de uma barra para a outra e os saltos, como os encarpados e os mortais. As medidas das barras são: 2,45 m e 1,65 m de altura.

Salto sobre o cavalo - antes de pular sobre o cavalo, que tem 1,25 m, o atleta pode tomar impulso correndo de uma distância de 25 m, no máximo.

Na ginástica olímpica masculina, as modalidades solo e salto sobre o cavalo também são disputadas, mas com uma diferença: o cavalo tem 1,35 m de altura. Os aparelhos de ginástica masculinos são:

Barra fixa – na barra fixa, ao executar os movimentos, o atleta deixa de tocar o aparelho, sendo os saltos mais comuns os mortais ou encarpados. A barra tem 2,75 cm de altura e 2.40 cm de comprimento.

Barras paralelas – é obrigatório realizar movimento no ar, sem nenhuma das mãos no aparelho. A altura é de 1,75 m

Cavalo com alças – no cavalo com alças, só é permitido tocar o aparelho com as mãos. Os movimentos devem ser contínuos, de tesouras e de círculo. Os cavalos têm as seguintes medidas: 1,6 m de comprimento e 1,05 m de altura.

Argolas – nas argolas o atleta deve ficar no mínimo dois segundos imóvel, em uma posição horizontal ou vertical.

O alemão Frederic Louis Jahn é chamado de pai da ginástica olímpica. Foi ele quem observou os movimentos em um circo e deu valor a aqueles movimentos, que serviram de base para a atual ginástica artística.