Havaí

O Estado do Havaí (Mokuʻāina o Hawaiʻi em havaiano) é o mais novo dos 50 estados que compõem os Estados Unidos. Localizado ao norte do Oceano Pacífico, sua capital é Honolulu, na ilha de Oahu. Com uma área total de 16,637 km², o território tem um tamanho um pouco menor que o do estado de Sergipe. A população é de cerca de 1,360,301 habitantes, na maioria seguidores do cristianismo de rito católico. As línguas oficiais são o inglês e o havaiano. A moeda corrente é o dólar americano.

Habitado inicialmente por navegantes polinésios vindo de outras ilhas do Pacífico entre 300 d.C. e 600, o Havaí é visitado em 1778 pelo capitão britânico James Cook, que chamou o grupo de ilhas Sandwich. A origem do nome Havaí é incerta, pois as ilhas podem ter sido batizadas em homenagem a Havaí Loa, seu descobridor de acordo com a tradição local, ou o nome pode ser derivado de Havaí ou Hawaiki, a tradicional casa dos polinésios, "Owhyhee".

O rei Kamehameha I unificou as ilhas do Havaí em 1810, utilizando uma escuna armada com um canhão. Antes desse período, cada uma das grandes ilhas constituía um reino em separado. O arquipélago permaneceu como um reino nativo durante a maior parte do século XIX, quando a expansão da indústria do açúcar causou uma maior intervenção política dos Estados Unidos. Em 1893, a rainha Liliuokalani foi deposta, e um ano mais tarde, a República do Havaí foi estabelecida, com Sanford B. Dole como presidente. Após a anexação (1898), o Havaí se tornou um território dos EUA em 1900.

A 7 de dezembro de 1941 ocorre o ataque japonês à base naval de Pearl Harbor, fato diretamente responsável pela entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial. Em 27 de junho de 1959, um referendo questiona os cidadãos do Havaí sob o projeto de lei que tornaria o arquipélago em um novo estado norte-americano ou manteria seu status de território, sem a opção de independência. Com uma aprovação quase unânime, o Havaí torna-se estado no mesmo ano. O Comité Especial das Nações Unidas de Descolonização posteriormente removeu o Havaí da lista de territórios não autônomos, ou seja, que não estão descolonizados.

Depois de elevado a estado, o Havaí moderniza-se rapidamente através de uma economia baseada no turismo, que cresceu rapidamente. Em face da ameaça de completo desaparecimento que a cultura local vinha sofrendo, esforços vão sendo feitos desde a década de 70 para resgatar e a reafirmar a cultura havaiana local.

Bibliografia:
Hawaii (em inglês). Disponível em:  http://www.infoplease.com/ipa/A0108204.html . Acesso em: 25 set. 2012.
Mapa: http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagem/2006/12/9/hawaii-oahu-introduco.html

Arquivado em: Estados Unidos