Letônia

Por Emerson Santiago
A República da Letônia (Latvijas Republika, em letão) é um pequeno país a nordeste da Europa, e constitui uma das três repúblicas bálticas, e que tem limites com o mar Báltico a oeste, a Estônia a norte, Rússia a leste, Bielorrússia a sudeste e Lituânia ao sul. Seu território possui uma área total de 64.589 km², tamanho um pouco maior que o do estado da Paraíba. Com uma população de cerca de 2 milhões e 10 mil habitantes, a principal cidade e capital da Letônia é Riga, com cerca de 700 mil habitantes. Os letões seguem o cristianismo, em porcentagens bastantes similares o catolicismo, o luteranismo e o ortodoxismo. A moeda local é o lats, e a língua oficial do país é o letão.

Por volta do século X, a área da atual Letônia é habitada por várias tribos bálticas com seus próprios governos locais. Em 1054, marinheiros alemães náufragos chegam à área, iniciando um período de influência germânica, e a área passa a ser denominada Livônia. Em 1201, Riga, capital da Letônia atual, foi fundada pelo bispo germânico Alberto de Livônia, e adere à Liga Hanseática em 1285, assumindo importantes relações econômicas e culturais com o resto da Europa.

Guerras e tratados conduzem à divisão da Livônia por séculos. Em 1721, a Rússia assume o controle da Letônia, como resultado de sua vitória sobre a Suécia na Grande Guerra do Norte. Na década de 1860, o Movimento jovem letão foi formado a fim de promover o idioma local contra as políticas de russificação, além de divulgar e combater a opressão socioeconômica dos letões.

O início da Primeira Guerra Mundial trouxe a ocupação alemã da província costeira de Kurzeme, cuja defesa realçou o sentimento independentista. A 18 de novembro de 1918, o Conselho Popular da Letônia declarou a independência do país. A década seguinte presenciou uma reforma econômica modernizadora radical do país. No entanto, a depressão econômica aumentou a turbulência política, e, em 15 de maio de 1934, o primeiro-ministro demitiu o parlamento e apertou o controle do estado sobre a vida social e da econômica.

O Pacto germano-soviético de não agressão de 1939 culminou com a anexação da Letônia pela União Soviética a 5 de agosto de 1940.

Após a Segunda Guerra Mundial, a URSS submeteu a Letônia a uma reorganização social e econômica que rapidamente mudou a economia, transformou a população predominantemente letã em multiétnica, e promoveu a urbanização.

Em 1989, ante os acontecimentos que culminaram no fim do comunismo no leste europeu, a  Letônia reivindicou a independência de fato, a 21 de agosto de 1991. Desde então, o país rapidamente afastou-se das estruturas político-econômicas e sócio-culturais padrões da antiga União Soviética.

Bibliografia:
Latvia country profile (em inglês). Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/news/world-europe-17528620>. Acesso em: 30 ago. 2012.
Latvia (em inglês). Disponível em: <http://www.state.gov/r/pa/ei/bgn/5378.htm>. Acesso em: 30 ago. 2012.
Mapa: http://maps.nationmaster.com/country/lg/1