Bomba Atômica

Por Leopoldo Toffoli
A bomba atômica foi inventada por volta dos anos 40. Devido à Segunda Guerra Mundial que o mundo enfrentava, os europeus viram a necessidade que o mundo precisava de novas armas. Assim que os pesquisadores europeus foram expulsos para os Estados Unidos, devido ao nazismo e o fascismo, começaram a pesquisar sobre os átomos. Em cima das idéias de Einstein eles imaginavam que se um átomo se colidisse com outro átomo iria gerar uma grande quantidade de energia, que seria suficiente para uma explosão atômica e dizimaria uma população inteira, daí desenvolveram a bomba atômica.

Os primeiros testes da bomba foram realizados no deserto do Novo México e como obtiveram sucesso no teste os Estados Unidos usou-a na Segunda Guerra Mundial contra o Japão, onde matou aproximadamente 350.000 de pessoas em Hiroshima e Nagazaki, que foi considerado o maior ataque a população civil da história.

Após este período vários países como Rússia, França, China, Reino Unido, Israel, Paquistão e Índia desenvolveram ogivas nucleares e hoje declaram estes armamentos para fins ofensivos.

Hoje em dia existem armamentos mais fortes que a bomba atômica, devido ao avanço na tecnologia, como é o exemplo da bomba de hidrogênio.