Albert Einstein

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

Albert Einstein foi matemático e físico, considerado uma das mentes mais brilhantes da ciência. O alemão desenvolveu a Teoria da Relatividade, estabeleceu a relação entre massa e energia e formulou a conhecida equação E = mc². Também fez grandes descobertas para a Física Estatística.

Albert Einstein durante aula em Viena, 1921. Foto: Ferdinand Schmutzer. Restaurada por Adam Cuerden.

Conquistou o Prêmio Nobel de Física em 1921 pela descoberta do efeito fotoelétrico.

Albert Einstein nasceu dia 14 de março de 1879 na cidade de Ulm na Alemanha. Filho do vendedor e engenheiro Hermann Einstein e de Pauline Einstein. Em 1880 a família mudou-se para Zurique, Suíça.

Aos 6 anos Einstein já estudava violino, incentivado pela sua mãe.

Cursou seus estudos iniciais em Ulm e ingressou no Instituto Politécnico de Zurique, onde concluiu a graduação em física no ano de 1900. No ano seguinte, Einstein escreveu o seu primeiro artigo científico, sobre “A Investigação do Estado do Éter em Campo Magnético”.

Em 1903 casou-se com Mileva Maric e tiveram três filhos. Quando concluiu o doutorado em 1905, Einstein encaminhou para a revista “Anais de Física” quatro artigos contendo sua formulação inicial da Teoria da Relatividade.

O conteúdo foi publicado e revelava uma inédita visão do Universo, propondo a equivalência entre massa e energia. Através da equação E=mc², o físico afirmava que a energia (E) de certa matéria era igual a massa (m) multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado(c²). Sua mente brilhante foi muito valorizada após essas publicações. No ano de 1909, Einstein começou a lecionar física na Universidade de Zurique e em 1910 atuou como professor na Universidade de Praga. O físico era cada vez mais reconhecido pela comunidade acadêmica e em 1919 alcançou notoriedade mundial, após ter sua teoria comprovada através de experiência feita durante um eclipse solar.

Em 1921 lecionou física na Escola Politécnica Federal da Suíça e recebeu o Prêmio Nobel de Física pelo efeito fotoelétrico.

No ano seguinte foi nomeado professor da Universidade de Berlim e diretor do Instituto Kaiser Wilhelm de Física. Na sequência, Einstein tornou-se membro da Academia de Ciências da Prússia. Em novembro de 1925 o físico divulgou que sua pesquisa de uma década em busca do entendimento da gravidade estava concluída. A “Teoria da Relatividade Geral” foi anunciada para a Academia de Ciências da Prússia e trouxe uma nova visão para as interações entre matéria, espaço, tempo, energia e gravidade. Assim Einstein consagrou-se como o criador de uma das mais importante descobertas intelectuais da humanidade. Realizou muitas viagens pelo mundo para compartilhar suas teorias e também para promover a paz, debatendo problemas sociais como o racismo.

Visitou o Brasil e esteve no Rio de Janeiro, onde visitou o Jardim Botânico, o Observatório Nacional, o Museu Nacional e o Instituto Oswaldo Cruz.

Com o nazismo dominando a Alemanha, em 1933 o físico decidiu abrir mão de seus cargos e mudar-se para os Estados Unidos. Lecionou no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Princeton, onde posteriormente assumiu a direção. Às vésperas da Segunda Guerra Mundial alertou o país de que a Alemanha possivelmente desenvolveria uma arma atômica, aconselhando os americanos a fazerem pesquisas na área.

Em 1940 recebeu a cidadania norte-americana. Nos anos seguintes Einstein participou de diversas palestras e congressos sobre física, publicando mais de 300 trabalhos científicos e aproximadamente 150 obras não científicas.

Apoiou projetos em prol da paz mundial, fez várias viagens ao redor do mundo e foi recebido por grandes personalidades da época.

Albert Einstein sofria de arteriosclerose e faleceu após complicações da doença no dia 18 de abril de 1955, em Princeton nos Estados Unidos.

Até hoje o sobrenome “Einstein” é usado como sinônimo de inteligência e genialidade. Em 1999 o físico foi eleito como uma das pessoas mais importantes e influentes do século XX pela revista Time.

Arquivado em: Biografias, Física