Fluxo Magnético

Por Glauber Luciano Kítor
Quando certa quantidade de linhas de campo atravessa uma determinada superfície, diz-se que ocorre um fluxo de linhas de campo pela respectiva superfície. No caso das linhas de campo magnético, temos sua intensidade dada por:

ΦB = B.A.cosθ

No caso, o ângulo θ é o ângulo entre a normal à superfície em questão e a direção das linhas de campo magnético, conforme mostra a figura abaixo.

Se o ângulo entre a normal à área e as linhas de campo for zero, teremos o caso especial em que o fluxo magnético é dado por:

ΦB = B.A.cos0°

O que dá:

ΦB = B.A.1

E finalmente obtemos:

ΦB = B.A

A unidade do fluxo magnético é o Weber (Wb), no Sistema Internacional de Unidades.

No caso de um feixe de linhas de campo que incide perpendicularmente e atravessa a área de uma espira, por exemplo, teremos um fluxo magnético dado pelo produto da intensidade do campo magnético no local pela respectiva área, conforme a imagem a seguir:



Para a espira, teremos uma área de π.R². Desta forma, o fluxo magnético na espira é dado por:

ΦB = B.π.R²

Onde R é o raio da espira em questão.

Referências bibliográficas:
HALLIDAY, David,  Resnik Robert,  Krane, Denneth S.  Física 3, volume 2,  5 Ed. Rio de Janeiro:  LTC,  2004.  384 p.