Homeostase

Por Marina Martinez
No corpo humano existem várias células que constituem sistemas e órgãos. As células em maiores quantidades no organismo correspondem às hemácias ou glóbulos vermelhos que estão localizadas no sangue, tendo como principal função o transporte de oxigênio dos pulmões aos tecidos. Todas as células presentes em um indivíduo precisam de condições estáveis para manter suas atividades normais e contribuir para a saúde do corpo.

Denomina-se homeostase o controle das condições estáveis no meio interno. Através dela fatores como a manutenção das concentrações normais dos elementos sanguíneos, temperatura, pH, balanço hídrico, pressão arterial e outras substâncias são a todo instante equilibradas no organismo.

Homeostase térmica

O controle da temperatura do corpo humano é denominado homeostase térmica.

A homeostase térmica consiste em manter a temperatura do corpo constante. Muitos mecanismos fisiológicos e bioquímicos dependem da temperatura corporal como, por exemplo, a frequência cardíaca, frequência respiratória, o metabolismo celular, o processo de digestão, etc.

Para manter a temperatura ideal denominada, termo neutralidade, o corpo humano utiliza-se de vários mecanismos fisiológicos e comportamentais.

Em épocas de frio as pessoas procuram se aconchegar usando roupas quentes e até aumentarem a quantidade de atividades físicas. Esses exemplos de reações são chamados mecanismos comportamentais.

Em exposição ao frio o corpo precisa de mais energia para manter o calor interno, assim o indivíduo sente mais fome, ocorrem tremedeiras, há um gasto maior de gordura.

Homeostase Hídrica

O corpo humano é constituído de aproximadamente 60% de água, que estão distribuídas de forma intracelular (dentro das células) e extracelular, encontradas nas secreções, plasma, linfa e líquido espinhal.

Formada por 2 átomos de hidrogênio e uma de oxigênio (H2O), a água é a principal fonte de vida do corpo humano.

Em condições de temperatura normal, um adulto necessita ingerir cerca de 2 litros de água por dia. A principal fonte de água vem dos líquidos, porém existem outras formas de extraí-las. Os alimentos principalmente frutas e hortaliças possuem quantidades de água significativas para o organismo.

A água é expelida do organismo através da urina, pela pele (suor) e pelas fezes, em menor quantidade.

Um indivíduo por dia expele cerca de 500 a 700 ml de água sob a forma de suor em condições normais. Em casos de atividades físicas e expostos ao calor, o indivíduo perde cerca de 2 a 3 litros de água por hora de exercício. Nesse caso a homeostase requer maiores trabalhos para manter o equilíbrio hídrico.

Quando há uma perda rápida e intensa de água no corpo, gerando uma desidratação, podem ocorrer consequências trágicas em várias partes do corpo. A falta de apenas 2% de água pode ocasionar perda momentânea de memória.

Isso mostra a importância da homeostase para manter um balanço preciso dos líquidos corporais, equilibrando a ingestão e liberação da água do corpo. Esse equilíbrio hídrico é mantido pelos rins.

Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Homeostase
http://www.fag.edu.br/professores/ricardo/Nutri%E7%E3o/Fisiologia/Homeostase.ppt