RNA Mensageiro

O RNA mensageiro (RNAm) tem como função orientar a síntese de proteínas, estruturas cujo papel central em todos os seres vivos é a manifestação das características hereditárias contidas no DNA. É sintetizado a partir de uma cadeia molde de DNA e ribonucleotídeos livres através do processo de transcrição gênica. Os segmentos do DNA molde para a síntese do RNAm localizam-se em diversos cromossomos das células, na maioria das vezes separados por longos segmentos de DNA não codificante.

RNA-Mensageiro. Ilustração: Alila Medical Media / Shutterstock.com

Primeiramente, ocorre a separação das cadeias de DNA. Este processo é catalisado pela enzima polimerase do DNA, que se prende em uma das extremidades do DNA e começa a separar suas cadeias. Depois, à medida que as cadeias vão se separando, esta enzima vai orientando o emparelhamento dos ribonucleotídeos livres em uma das cadeias, enquanto a outra espera o processo terminar. Os ribonucleotídeos emparelham-se de acordo com a seguinte regra:

  • ribonucleotídeos com uracila dispõem-se ao lado das adeninas da cadeia molde de DNA (U ⇔ A);
  • ribonucleotídeos com adenina, ao lado das timinas do DNA (A ⇔ T);
  • ribonucleotídeos com citosina, ao lado das guaninas (C ⇔ G);
  • e ribonucleotídeos com guanina, ao lado das citosinas (G ⇔ C).

Emparelhados, os ribonucleotídeos unem-se pela ação da polimerase do DNA, e a cadeia molde volta, posteriormente, a unir-se com sua cadeia correspondente, restaurando a integridade da molécula de DNA.

A molécula de RNAm, então, forma-se e se desprende do molde de DNA, carregando em suas trincas de bases nitrogenadas as informações codificadas pelo DNA para a síntese de proteínas. Cada trinca é denominada códon e orienta a posição dos aminoácidos para que as proteínas sejam constituídas.

Na síntese de proteínas, processo denominado tradução gênica, além do RNAm, participam um ribossomo, vários RNA transportadores (RNAt) e aminoácidos. O RNAm liga-se à subunidade menor do ribossomo, que percorre suas extremidades servindo de suporte para a síntese das proteínas. Os RNAt, por sua vez, transportam aminoácidos específicos e ligam-se ao RNAm por meio de seus anticódons. Um RNAt com anticódon UAC, por exemplo, encaixa-se apenas no códon AUG do RNAm. Desta forma, este RNAt, responsável pelo transporte da metionina, em específico, sempre vai dispor este aminoácido na sequência AUG do RNAm.

Este mesmo processo se repete com todos os outros RNAt, e à medida que estes vão acoplando seus aminoácidos conforme a especificidade do códon do RNAm, as proteínas vão sendo formadas.

Referência:

AMABIS, José Mariano; MARTHO, Gilberto Rodrigues. Biologia das Células 1. 4ª edição. São Paulo: Editora Moderna, 2015.

Arquivado em: Genética