Efeito estufa

Considerado o grande vilão causador do aquecimento global, o efeito estufa é um fenômeno natural e extremamente importante para a manutenção da vida em nosso planeta. Podemos defini-lo como um processo de retenção de calor irradiado pela superfície da Terra. A principal utilidade deste fenômeno é promover a manutenção da temperatura média da Terra, característica essencial para a sobrevivência dos seres vivos.

O efeito estufa, recebe este nome porque pois é um fenômeno semelhante às condições encontradas em uma estufa de plantas. A estufa é uma estrutura – comum em países de clima frio – usada para proteger algumas espécies de plantas, durante os meses mais frios. Em geral a estufa é construída com vidro ou plástico – tanto o teto, quanto as paredes – e embora a radiação solar consiga atingir as plantas, a estufa tem a capacidade de reter calor, mantendo a temperatura interna superior à externa.

Como ocorre o efeito estufa

Esquema de funcionamento do Efeito Estufa na atmosfera terrestre.

Na natureza, o efeito estufa ocorre da seguinte maneira:

  • 1 – O Sol emite radiação e luz visível sobre o planeta Terra e demais astros do Sistema Solar.
  • 2 – Os raios solares atingem a superfície terrestre e são retidos pela água, ar e terras. Parte dessa energia luminosa volta para o espaço.
  • 3 – A radiação absorvida pela superfície se converte em calor. O calor tende a subir para as camadas superiores, dando lugar ao ar frio, em um movimento cíclico.
  • 4 – Parte do calor fica retido na superfície em decorrência da barreira de gases de efeito estufa. Outra parte deste calor vai para o espaço. Vapor d’água, dióxido de carbono, metano e outros gases são responsáveis por “segurar” o calor na superfície terrestre.
  • 5 – O aumento na emissão de gases que ocasionam o efeito estufa tem intensificado o debate sobre os efeitos da ação humana e da destruição dos recursos naturais sobre o clima global.

Efeito estufa – Um mito?

Embora seja um fenômeno natural e essencial à manutenção da vida na Terra, a intensificação desse processo graças à poluição atmosférica tem sido objeto de pesquisas e questionamentos. Cientistas de distintos ramos do conhecimento têm divulgado trabalhos alertando para o agravamento do efeito estufa e suas consequências para o aumento da temperatura do planeta.

Os partículas, poeira e os chamados gases de efeito estufa – como o gás carbônico e o metano – emitidos pela queima de combustíveis fósseis, acumulam-se em excesso nas porções mais elevadas da atmosfera formando uma espécie de barreira que impede a liberação do calor, que fica aprisionado na baixa atmosfera, próxima à superfície.

Várias entidades científicas e organizações – como o IPCC (Painel Intergovenamental para Mudanças Climáticas) têm, ano a ano, alertado para as ações humanas que mais contribuem para o agravamento do efeito estufa. Vejamos:

  • A queima de combustíveis fósseis, como o petróleo e derivados, carvão mineral e gás natural – seja pelos veículos automotores ou pelas fábricas.
  • O desmatamento e em especial, as queimadas que aumentam a emissão de gás carbônico e de partículas em suspensão no ar, além de elevar a temperatura no local em que ocorre.
  • Alguns pesquisadores evidenciam a influência dos grandes rebanhos na produção de gases do efeito estufa. Com o crescimento da pecuária e do consumo de produtos de origem animal, os impactos desta atividade econômica têm causado preocupação e controvérsia entre os que estudam o efeito estufa.

Bibliografia:

Geografia Geral e do Brasil – Ensino Médio – LUCCI, E. A., BRANCO. A. L., MENDONÇA, C. Editora Saraiva, São Paulo, 2007.

IPCC – Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas – Relatório - https://www.ipcc.ch/pdf/reports-nonUN-translations/portuguese/ar4-wg1-spm.pdf

BBC.com – Dez pontos para você entender as discussões sobre clima - http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/09/130924_ipcc_relatorio_dez_perguntas_vj_rw

USP – Química Ambiental – Efeito estufa. http://www.usp.br/qambiental/tefeitoestufa.htm

Arquivado em: Geografia