Geografia do transporte

Por Emerson Santiago
Geografia do transporte é uma divisão dos estudos da Geografia e o seu objetivo está concentrado na sistematização tanto da localização como o desenvolvimento de todas as vias redes de transporte, aferindo suas consequencias, benéficas ou não, nos aspectos econômicos de determinada área estudada. Temos de acordo com tal disciplina que toda região possui um determinado conjunto estrutural com o objetivo de proporcionar meios de desenvolvimento econômico e social. Entre tais atividades vamos encontrar a dos transportes, essencial no deslocamento humano,  bem como de cargas (matérias-primas e mercadorias), e sob um aspecto mais amplo, um canal que proporciona a dinâmica das relações humanas desde as mais remotas eras.

Nem todos os geógrafos reconhecem a importância do estudo das redes de transpote, e quando tal informação é incluída, o foco do autor concentra-se na localização dos pontos terminais (principais áreas de partida e chegada de pessoas e cargas), desprezando-se todo o resto da linha de comunicação. Tal desinteresse ocorre principalmente no campo do transporte marítimo, onde raramente encontramos indicação de uma rota, estando sublinhados apenas os portos terminais.

São caracterizados como meios de transporte, de acordo com a matéria da Geografia dos transportes, os seguintes grupos:

Transporte terrestre: Neste grupo encontramos ainda meios de trasporte do tipo:

a) ferroviário - transporte terrestre onde o deslocamento se dá por meio do trem, que se desloca por meio de trilhos, sendo meio preferencial para o transporte de matérias-primas e cargas de maior peso em geral; no Brasil, foi importante meio de locomoção de pessoas até meados dos anos 60, quando gradualmente foi dando espaço ao transporte rodoviário. Dali em diante, foi tão negligenciado pelo governo que, atualmente apenas duas linhas de transporte ferroviário de passageiros ainda sobrevivem, sendo uma linha no Pará, e outra que passa por Minas Gerais e Espírito Santo.

b) rodoviário - a outra forma de transporte terrestre, alternativa à ferroviária. É responsável pelo transporte de pessoas e mercadorias em carros, caminhões, ônibus, motos, deslocando-se por ruas, rodovias e estradas. No Brasil, é a forma de transporte predominante em quase todas as áreas do país, com exceção da região norte, onde predomina o transporte fluvial, um dos dois tipos de transportes aquaviários.

Transporte aquaviário: Neste grupo encontramos ainda meios de trasporte do tipo:

a) marítimo - uma das modalidades do transporte aquaviário, que prporciona o deslocamento intercontinental de cargas e passageiros, por mares e oceanos. Meio indispensável no comércio internacional contemporâneo.

b) fluvial - a outra modalidade transporte aquaviário, realizado em barcos ou balsas que se movimentam sobre os rios. Consiste na única forma de transporte aquaviário que pode ser praticada amplamente por países sem saída para o mar. É ainda o meio predominante de transporte na região norte do Brasil.

Transporte aéreo: De todas as formas disponíveis, esta é a mais veloz, realizada por meio de aviões e helicópteros, e em menor proporção, balões, planadores e ultraleves. Bastante eficaz no transporte de passageiros, necessita vencer ainda a questão de seu alto custo, que não permite que boa parte da população mundial ainda deixe de utilizá-lo, não sendo também muito adequado para o transporte de cargas pesadas.

Transporte dutoviário: Este tipo de transporte realiza-se por meio de tubos, que podem ser: 1) gasodutos (tubos condutores de substâncias gasosas); 2) oleodutos (condutores de substâncias líquidas) ou 3) minerodutos (condutores de substâncias sólidas).

Bibliografia:
http://www.infopedia.pt/$geografia-dos-transportes - Página Infopédia - Geografia do transportes

http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/meios-transporte.htm - Página Mundo Educação - Meios de transportes