Eupátridas

Por Emerson Santiago
Os eupátridas consistiam em um grupo social da Grécia Antiga detentores de altas posições, constituindo a nobreza da região da Ática (correspondente a Atenas e regiões circunvizinhas). Em grego, o termo significa algo como "aqueles bem nascidos", ou "os de pais nobres". De acordo com a tradição, o rei Teseu, unificador da região da Ática (o mesmo Teseu protagonista da lenda do Minotauro), organizou a sociedade da área em três classes principais, a saber: Demiurgi, Geomori e Eupátridas.

Mapa da Grécia Antiga, destacando a Ática.

A classe eupátrida era, dentre todos os habitantes de Atenas e região, aqueles considerados os habitantes originais, os descendentes dos primeiros chefes e nobres locais. Acredita-se que no período imediato após o sinecismo (fenômeno histórico que deu origem às diversas pólis gregas) os clãs nobres das várias comunidades espalhadas pela região foram sendo reunidos em Atenas para dar origem a um grupo de abastados e venerados, cerca de 10 por cento da população da pólis ateniense, que possuíam o privilégio do monopólio político. Nos primeiros tempos da pólis é bem provável que tenham sido os únicos cidadãos de pleno direito, sendo o grupo que sozinho compunha as frátrias (irmandades, cuja função ainda hoje permanece obscura dentro da sociedade grega, e que consistiam na união de dois ou mais clãs, perfazendo um grupo unitário, que mesmo assim ainda preservava as identidades particulares dentro do grupo).

As incertezas recaem sobre o relacionamente entre a classe eupátrida e as demais constituintes da pólis. Ao que tudo indica, os eupátridas compunham a classe governante e única nobreza reconhecida, os geomori representando todos os habitantes, indivíduos ordinários da cidade, de todas as classes, e os demiurgi eram os artesãos e comerciantes em geral. Essa divisão seria representativa da estratificação social da população da Ática, sendo por exemplo, os demiurgi a nobreza comercial, e os eupátridas a nobreza agrária, da terra. O que se pode apurar com certeza é que os eupátridas eram uma classe nobre que possuíam sozinhos e de fato algum reconhecimento nos tempos iniciais de Atenas.

Em cerca de 8 a.C., durante o período em que colocou a monarquia sob "restrições", é que os eupátridas tiveram o seu apogeu como classe dominante dos principais centros do mundo grego. Controlavam a justiça, em especial na sua esfera administrativa e atuavam como poder público. Mas, já no século 6 a. C. a influência política "daqueles bem nascidos" já se encontrava decadente. O termo "eupátrida" sobreviveria nos séculos logo a seguir, porém, a classe da qual o termo havia originado-se manteria apenas o cargo hereditário de intérprete e executor das leis da pólis.

Bibliografia:
Enciclopédia Britânica, 11a edição (1910/11), volume 8
http://en.wikipedia.org/wiki/Eupatridae