Metaplasia

Por Débora Carvalho Meldau
Metaplasia é uma alteração reversível, onde em certas condições anormais, um tipo de tecido, epitelial ou mesenquimal, pode se transformar em outro.

Pode ser visto como uma tentativa do organismo de trocar um tipo celular submetido a um estresse, por um tipo celular com maior capacidade de suportá-lo. Pode também ter origem genética, sendo que esta alteração resulta da inativação de alguns genes cuja expressão condiciona a diferenciação do tecido que sofre metaplasia e desrepressão de outros que irão condicionar o novo tipo celular.

Existem quatro tipos distintos de metaplasia:

  • Epitelial escamoso: ocorre em fumantes, onde o epitélio pseudo-estratificado ciliado que reveste os brônquios pode transformar-se em epitélio estratificado pavimentoso. Consequentemente há a perda de secreção de muco. Pode ocorrer também no caso de refluxo esofágico na esofagite de Barrett, onde as células estratificadas pavimentosas desse órgão são substituídas por células colunares semelhantes às intestinais. Outro local onde pode aparecer esse tipo de metaplasia é no colo uterino, sendo o epitélio colunar substituído por epitélio escamoso estratificado.
  • Epitelial glandular: ocorre, por exemplo, quando há a substituição do epitélio colunar mucoso da endocérvice do trato reprodutivo feminino.
  • Do trato reprodutivo: pode ocorrer em diversos epitélios do trato reprodutivo feminino. Um exemplo ocorre no epitélio germinativo do ovário, quando durante o processo de ovulação, leva à uma hiperplasia que pode resultar em cisto ovariano, resultando em um cistoadenoma seroso, podendo evoluir para um cistoadenocarcinoma seroso.
  • Do tecido conectivo: é quando acomete tecido conjuntivo levando à formação de cartilagem, tecido adiposo ou ósseo em locais onde originalmente não existiam.

Caso haja persistência do estímulo que resultou em metaplasia, esta pode transformar-se em neoplasia. Este é o caso do carcinoma de células escamosas do trato respiratório e do adenocarcinoma no esôfago de Barret.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Metaplasia
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/palestras/cancer/evolucao_metaplasia.pdf
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42301997000100006