Literatura grega antiga

A literatura grega antiga não era identificada desta forma no período em que foi criada. Possuía gêneros produzidos em formato de prosa e poesia. Segundo Aristóteles, a epopeia, poesia trágica, a comédia, a poesia ditirâmbica (acompanhada em parte do tempo por flauta e no outro por cítara) são artes que imitam a natureza. As diferenças entre estes gêneros estão nos meios, objetivos e formas diferentes de imitar.

Há gêneros que se utilizam de todos os meios de expressão de ritmo, de canto, de metro são eles: ditirambos (poesia coral para honrar Dionísio), nomos (canto religioso hierático), tragédias, e comédias. No caso destes gêneros, diferenciam-se na forma como empregam estes meios, se em conjunto ou separado.

A epopeia, também conhecida como poesia épica, era escrita em versos, estruturados em narrativa. Esta possuía uma narrativa de extensão maior, e imitava temas sérios. Seu formato permite que seja possível mostrar vários acontecimentos simultâneos, os quais, se estiverem bem relacionados ao tema central, contribuem para sua grandiosidade. Algumas das epopeias que ficaram mais reconhecidas foram Ilíada e Odisseia, obras que foram atribuídas a Homero, escritas no século VIII a.C.

A arte dramática era composta por dois gêneros, a comédia e a tragédia. Ambas escritas em forma de narrativa. A comédia era a representação dos maus costumes, defeitos e situações relacionadas ao ridículo. Neste usava-se a máscara cômica com feições feias e disformes. As ideias de criações das máscaras e dos prólogos não eram creditadas aos seus criadores. Dois dos autores que produziram comédias eram Epicarmo de Cós e Fórmis.

Aristóteles considera a tragédia como a imitação de ações mais sublimes. Seu tempo de narrativa não excedia o tempo de uma revolução solar, de acordo com Aristóteles. A tragédia buscava causar a purgação dessas emoções de compaixão e terror ao lidar com temas sérios. A tragédia era composta de seis partes, segundo as quais podemos classificá-la: a fábula, os caracteres, a elocução, o pensamento, o espetáculo apresentado e o canto (melopéia). A tragédia era considerada mais bonita caso se utilizasse de composição complexa, criando uma organicidade e conexão entre todas as partes da narrativa. Um dos principais escritores deste gênero foi Ésquilo, que escreveu Orésteia, As suplicantes e entre outros.

Os gêneros em prosa são pouco citados no livro Arte Poética de Aristóteles. Este faz uma comparação entre o historiador e o poeta, os quais não se distinguiam pela estrutura do texto, mas sim, principalmente, por o historiador escreve o que aconteceu e o poeta o que poderia ter acontecido. Os historiadores mais reconhecidos hoje, que eram da Grécia antiga, são Heródoto e Tucídides.

Há muito mais gêneros, que não são referidos por Aristóteles. Dentre os outros gêneros escritos em prosa existiam também a biografia, a oratória e a filosofia.

Na oratória, pretendia-se falar a verdade sobre eventos reais, contudo, o objetivo primordial do narrador ao citar estes eventos, de acordo com M. Edwards, era persuadir o público. O orador mais antigo da região Ática foi Antifone de Ramnunte.

O gênero biográfico descreve as qualidades da liderança de uma pessoa que chegou ao poder. Dentre os elementos positivos que poderiam ser citados estavam a educação, sua linhagem e conquistas em guerras. Este tipo de gênero garante uma representação de um líder político a ser lembrado pelos seus feitos. Podemos tomar como exemplo de biografia a Ciropédia, de Xenofonte.

O último gênero em prosa que nos falta mencionar é a filosofia grega, que é um gênero de variadas perspectivas, o qual visa explicar o mundo e a existência através de palavras. Platão, Sócrates e Aristóteles eram alguns dos mais conhecidos filósofos.

Bibliografia

ARISTÓTELES. Da arte poética. São Paulo: Martin Claret, 2015.

BOWIE, Angus; JONG, Irene J.F. DE; NÜNLIST, René (org.). Narrators, narratees, and narratives in ancient greek literature: Studies in ancient greek narrative. Volume 1. Leiden: Brill, 2004.

Arquivado em: Grécia Antiga, Literatura