O Império Hitita

Por Thiago Augusto Ramos César
Escrito por José Borges (Xan)

O Império Hitita foi criado na Ásia Menor, uma grande península no extremo noroeste do Oriente Próximo, banhada pelo Mediterrâneo oriental e pelo Mar Negro. Apresenta um relevo acidentado, dividindo-a em vários compartimentos, vales e bacias isolados. À oeste e à norte, as regiões costeiras são férteis e possuem reservas fluviais e um bom fluxo de àgua pluvial. Seu interior é composto de cordilheiras, com um deserto e um lago salgado ao centro. As condições de fertilidade variam muito de uma parte à outra da península.

Na antiguidade, apresentavam uma população escassa e dispersa, e apresentava uma agropecuária bem menos fértil que o Nilo ou o Tigres e o Eufrates. Realizavam comércio com o Oriente Próximo, sendo pioneiros na metalurgia do ferro. Nesse quadro, por volta de 1200-1100, foi emergindo aos poucos o Antigo Império Hitita, mas que de fato só começam à surgir evidências de sua formação por volta de 1650. Mas só em 1525, o rei Telepinush estabeleceu a sucessão dinástica e consolidou a monarquia. A expansão do império Hitita só se deu em aproximadamente 1380-1346, sob o reinado de Shuppiluliumash I,que estabeleceu sua capital em Hattusha. Mesmo sob seu comando, e de outros imperadores posteriores, a Ásia Menor não se consolidou politicamente.

Em meados do século XIII a.c, o império Hitita entrou em decadência devido à golpes externos e internos (problemas políticos), como os "povos do mar". A cultura continuou existindo, mas o império chegou ao fim. O rei, como na Mesopotâmia e Egito, tinha o papel de sumo sacerdote, mediador entre os homens e os deuses e general supremo. Em contraste com os Egípcios e os Mesopotâmicos, a divindade só era conferida ao monarca após sua morte. Também desempenhava o papel de legislador e juiz. Mas diferente das outras duas civilizações citadas, ele não era idealizado como grande atleta, caçador ou construtor.

A religião Hitita era complexa e confusa, formada pro deuses de várias partes da Ásia menor e da Síria, recebendo influências da Mesopotâmia e de outros países conquistados pelos Hititas. Ao contrário das outras civilizações citadas, ela não favirecia o sincretismo. Tinham uma visão negativa do homem, achavam que todos eram pecadores. Culpavam os males do mundo na insatisfação dos deuses.