Big Data

Oriundo do termo de tecnologia da informação, o conceito de Big Data é focado no gigantesco armazenamento de dados, com enorme velocidade. O Big Data é baseado no conceito de 5V: Valor, Veracidade, Variedade, Volume e Velocidade.  O Big Data é tido por muitos, como a solução de eventuais situações problemáticas da economia. E devido ao modelo economico adotado pela globalização, o termo Just in time, totalmente dependente da necessidade de uma expansão virtual, se tornou a palavra de ordem das negociações e forçou a ampliação de estrutura para armazenamento de dados.

Neste quesito, de acordo com a IBM, até o ano de 2008 já tinham sido produzidos mais de 2,5 quintilhões de bytes, sendo que aproximadamente 90% das informações armazenadas em centrais, foram produzidas nos últimos dois anos, fato este devido a inserção das empresas no meio online (Internet), além da difusão de dispositivos móveis por exemplo.

A diferença entre um Big Data e o chamado Armazém de Dados Data Warehouse, é basicamente que o segundo se baseia em um conjunto de dados, com variação de tempo e a opção de auxiliar nas decisões de negócios; enquanto o Big Data se baseia em grande volume de dados integrados, porém com mais velocidade. Outra diferenciação é o software, que faz uma varredura de todos os dados fornecidos por uma empresa e os separa para que sejam utilizados em outra ocasião, tornando-o assim mais fácil de ser utilizado.

A utilização do Big Data é tão promissora que a IBM criou a Big Data University, com o objetivo de formar o novo profissional denominado Cientista de Dados, com a responsabilidade de estudar matérias como matemática, ciência da computação, além de estatística e se tornar apto a operar este sistema.

Algumas aplicações do Big Data podem ser pontuadas com a utilização em alguns segmentos da tecnologia tais quais: empresas de tecnologia, que utilizam sat]elites próprios e conseguem ler informações em tempo real sobre a disponibilidade de vagas em estacionamentos, ou até o trânsito em determinada rua e horário, por exemplo. Por uma tecnologia proposta pela IBM, um hospital no Canadá monitorava a situação dos bebês que nasceram prematuros, o que possibilitou aos médicos um melhor atendimento e a antecipação de eventuais problemas. Outra utilização é no comércio, onde as empresas podem integrar a tecnologia em carrinhos de supermercados, onde é possível controlar e tornar mais eficaz a experiência de compra dos usuários, pois monitora a combinação de produtos colocados dentro dele. Com a ajuda feita pela distribuição de 2 milhões de chips SIM, foi possível auxiliar nas buscas das vítimas do terremoto que atingiu o Haiti. Além de outros avanços proporcionados pelo Big Data, podemos citar o descobrimento do Pré-Sal, pela alta velocidade de envio e processamento de informações e captações de dados sismicos.

A função e atuação fundamental do Big Data é justamente de ser capaz de trabalhar com muitas variáveis simultaneamente, além de leitura e reinderização de imagens, em tempo mínimo e muita eficácia.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Big_data
http://mike2.openmethodology.org/wiki/Big_Data_Definition
http://www-01.ibm.com/software/data/bigdata/

Arquivado em: Informática