Amor de Perdição

Camilo Castelo Branco é um dos maiores autores do Romantismo em Portugal. Em 1862, produziu seu romance mais famoso: Amor de Perdição, uma novela passional talvez inspirada em suas desventuras e casos amorosos complicados, e com certeza inspirada na peça Romeu e Julieta, de Shakespeare.

O romance conta a história de Simão Botelho e Teresa de Albuquerque, que acabam se apaixonando e vivendo um amor escondido, pois pertencem a duas famílias que se odeiam. Simão e Teresa são vizinhos, e mantem um namoro através das suas janelas, que são próximas. As famílias, em busca de impedir o relacionamento dos dois, buscando a todo custo arranjar o casamento de Teresa com um primo, e vendo que não conseguiam, acabam lhe internando em um convento.

Simão, após brigar com os criados da casa do primo de Teresa, permanece na casa de um ferreiro que devia favores a seu pai. Mariana, a filha do ferreiro, acaba se apaixonando por Simão, enquanto ele mantem o contato com Teresa por cartas.

Em uma tentativa de resgatar Teresa, Simão acaba baleando  constituindo um triângulo amoroso. Teresa e Simão mantêm contato por cartas. Este, numa tentativa de resgatar Teresa do convento, acaba por balear o primo de Teresa, Baltasar, eé condenado à forca. A pena, no entanto, não é cumprida, pois as influências de seu pais acabam diminuindo-a para dez anos de degredo na Índia. Na hora do embarque, Simão vê Teresa, que morre tuberculosa. Nove dias depois de viajar, Simão acaba morrendo, também doente. Na hora que o corpo de Simão é lançado ao mar, Mariana, filha do ferreiro, lança-se também.

O romance faz parte da segunda fase do romantismo, caracterizada por retratar o amor que é levado às últimas consequências, ou seja, até a própria morte. Como toda boa novela passional romântica, tem um tom muito trágico, as personagens encontram terríveis obstáculos para conseguirem ser felizes no amor. No caso de Amor de Perdição, o drama é bem semelhante ao de Romeu e Julieta, de Shakespeare, principalmente pelo fato de haver rivalidade entre as famílias, e de haver uma busca dos dois amantes para ficarem juntos, contra todas as forças externas que tentam separá-los.

O narrador, identificado ao final do livro como sobrinho de Simão, é em terceira pessoa.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Amor_de_Perdi%C3%A7%C3%A3o
http://vestibular.uol.com.br/resumos-de-livros/amor-de-perdicao.htm

Arquivado em: Livros