Pneumologia

Por Marlene Amariz
Pneumologia é a especialidade da Medicina que estuda e investiga doenças relacionadas com o mecanismo do aparelho respiratório, e toda sua estrutura, incluindo, pulmões (direito e esquerdo), traquéia e brônquios (direito e esquerdo).

A área de Pneumologia está intimamente relacionada com Medicina Nuclear e Radiologia, além de co-relacionar-se com Fisioterapia e Enfermagem.

O Médico Pneumologista

É o profissional da área de Medicina que diagnostica, trata e acompanha pacientes com patologias pulmonares e respiratórias contraídas de diversas formas, indicando-lhes o melhor tratamento, ou ainda cirurgia torácica. As doenças respiratórias, como todas as outras, não devem ser negligenciadas, pois observando-se uma busca de solução adequada, estaremos zelando pela nossa saúde e bem-estar protegendo a nós mesmos e também à terceiros.

Muitas são as patologias tratadas pelo pneumologista, entre elas, destacam-se:

1) Pneumonia: doença que afeta os pulmões, que se não tratada leva o paciente ao risco de vida. No Brasil, entre as doenças respiratórias, a pneumonia, ocupa o primeiro lugar, portanto, aconselha-se procurar o médico especializado para que o mesmo indique o melhor tratamento ou se necessário, uma internação.

2) Tuberculose: também conhecida como tísica, causada pela bactéria que denomina-se:

Mycobacterium tuberculosis. Esta patologia é contagiosa e mais comum em países em desenvolvimento, apresentando variadas manifestações.

3) Enfisema pulmonar

4) Asma

5) Tumores pulmonares

6) Insuficiência respiratória

7) Gripe

8) Bronquites e Bronquiectasias

9) Pleurisias

O médico pneumologista conta com moderna tecnologia, de equipamentos cada vez mais avançados em radiologia e imagenologia para auxiliá-lo em seu diagnóstico, evitando assim, muitas vezes, biópsias e procedimentos invasivos.

Formação

È necessário possuir diploma da faculdade de Medicina, com duração de seis anos, que consiste em ciclo básico ( disciplinas como farmacologia, anatomia e fisiologia), ciclo profissional ( escolha da especialidade: pediatria, ginecologia, pneumologia, etc.) e internato ou estágio ( no mínimo um ano em hospital, período integral).

Após este período há a fase de residência hospitalar, na área de Pneumologia que dura aproximadamente dois anos, onde o recém-formado será assistido por uma equipe de especialistas e professores da área.

Atuação

São diversas as possibilidades de ambientes para exercer suas funções, tanto no setor privado ou público, tais como: consultórios particulares, clínicas, ou hospitais. As atividades do pneumologista são muito solicitadas em pacientes acamados ou em situação de CTI (Centro de Terapia Intensiva), onde geralmente , dependendo de sua enfermidade faz-se acompanhamento de resultados de Gasometria (avaliação dos gases sangüíneos), os quais são verificados pelo pneumologista. Este profissional poderá ainda desenvolver suas atividades em universidades, com pesquisa ou docência (dar aulas), instituições esportivas, ou medicina domiciliar.

O exercício da profissão

O mercado de trabalho para o médico pneumologista, em geral, é amplo. Ele poderá ser recrutado através de jornais, revistas, pelos sites ou por concursos. No entanto, se faz necessário estar ciente de que a aprendizagem deverá ser constante, será adequado uma participação assídua em congressos, palestras, workshops, a fim de atualizar-se, ter responsabilidade com a vida humana e visão global de cada caso, além disso, espírito solidário, orientando o indivíduo e ter bom relacionamento social.

Todas estas características aliadas ao bom-senso e discernimento certamente trarão ao profissional um diferencial e reconhecimento de seu trabalho.

Fontes
- Nova Enciclopédia Ilustrada Folha, Vol.II, pg. 965

- Associação Paulista de Medicina

- Academia Nacional de Medicina

- Medicina Avançada Dra.Campos, Shirley, Artigo: Pneumonia

- Livro: Médico, São Paulo, Publifolha, 2005 (Série Profissões)

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.