Sialoendoscopia

A sialoendoscopia é um procedimento endoscópico feito nas glândulas salivares submandibular e parótida, com o objetivo de diagnosticar e tratar certas condições.

Este método, que foi desenvolvido no final da década de 1990, por Francis Marshal e colaboradores, consiste na introdução de um endoscópio fino nas glândulas salivares que, além de elementos ópticos, possui também canais de irrigação e intervenção, possibilitando realizar uma avaliação da árvore canicular das glândulas salivares e também procedimentos para resolução de anormalidades.

Inicialmente, este endoscópio era altamente flexível e, portanto, extremamente frágil. Os criadores do mesmo aperfeiçoaram o instrumento, tornando-o semi-flexível e, consequentemente, mais resistente. Outra evolução foi que o endoscópio passou a ser capaz de dilatar possíveis estenoses existentes nos ductos das glândulas salivares.

Durante a primeira década do século XXI, está técnica difundiu-se por diversos países da Europa, Ásia e América do Norte, sendo muito utilizado nas seguintes situações:

  • Remoção de litíases salivares;
  • Exame do sistema de canais salivares;
  • Detecção de dilatações ou estenoses;
  • Pesquisa da causa de episódios recorrentes de tumefações sem causa aparente.

Uma das vantagens deste método é que passou a ser possível preservar as glândulas salivares que, anteriormente, eram excisadas pela maior parte dos cirurgiões ao ser diagnosticado litíase nessas estruturas.

Contudo, dentre as desvantagens está a difícil execução da técnica, além de, embora já tenha sido aprovado pela ANVISA, é de difícil obtenção no Brasil.

Fontes:
http://sbccp.netpoint.com.br/ojs/index.php/revistabrasccp/article/viewFile/440/374
http://www.clinicadaface.com/noticias/59-calculos-salivares-novas-tecnologias

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Medicina