Formas nominais do Verbo

Por Ana Paula de Araújo
O verbo, enquanto classe gramatical, pode-se dizer que é a classe mais fecunda em relação aos tipos de flexão que pode sofrer. Falaremos aqui especificamente sobre as formas nominais do verbo, ou seja, quando ele se comporta semelhante a um substantivo, adjetivo ou advérbio, e até pode assumir o lugar de um destes.

São formas nominais do verbo: o INFINITIVO, o GERÚNDIO e o PARTICÍPIO. Falaremos abaixo de cada um individualmente e de suas particularidades.

1. Infinitivo (amar, fazer, partir, comemorar, por, ser, ir) - esta forma verbal representa o nome do verbo, como nos referimos a ele, ou seja, sem nenhuma conjugação. Podemos ter verbos da primeira, da segunda e da terceira conjugação, e a terminação do verbo indicará que ele está na forma nominal:

  • terminados em AR - 1ª conjugação
  • terminados em ER - 2ª conjugação
  • terminados em IR - 3ª conjugação

O Infinitivo possui duas formas, o INFINITIVO IMPESSOAL e o INFINITIVO PESSOAL. No primeiro caso o processo verbal não se relaciona a nenhum sujeito, ou seja, fala-se da ação por ela mesma. Já no segundo caso existe um sujeito envolvido na ação, o que a torna pessoal. Vejamos exemplos dos dois casos:

Infinitivo Impessoal:

  • Trouxe algumas tarefas para fazer.

Infinitivo Pessoal:

  • Trouxe algumas tarefas para eles fazerem.

2. Gerúndio (amando, fazendo, partindo, comemorando, pondo, sendo, indo) - indica uma noção de continuidade da ação verbal, e costuma ser reconhecida pela terminação -ndo. Pode ser utilizada em qualquer tempo verbal, e em muitos casos vem acompanhado de um verbo auxiliar.

Exemplos:

  • Fazendo tudo com calma conseguiremos concluir ainda hoje.
  • Estiveram investigando minha casa estes dias.

3. Particípio (amado, feito, partido, comemorado, posto, sido, ido) - indica uma noção de finalização, conclusão da ação verbal e possui para a grande maioria dos verbos as terminações ADO ou IDO. Quando está sendo utilizado como um adjetivo, pode ser flexionado em gênero e número (ADA, ADAS, IDA, IDAS).

Exemplos:

  • Ele estava apaixonado pela sua melhor amiga.
  • Ela estava apaixonada pelo seu melhor amigo.
  • Terminado o julgamento, o réu foi absolvido.
  • Eu não teria chegado na hora se não fosse por você.