Verbos auxiliares

Graduação em Letras Português e Inglês (Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2010)

Publicado em 05/01/2019

Verbo é a palavra que indica pessoa, número, tempo e modo de ações, estados e fenômenos naturais. Os verbos podem ser classificados quanto à flexão (regular, irregular, defectivo e abundante) e quanto à função (principal ou auxiliar). Abaixo, a divisão de maneira clara:

Aqui, vamos nos aprofundar nos Verbos Auxiliares. O verbo auxiliar é aquele que, combinado com formas nominais (particípio, gerúndio e infinitivo) de um verbo principal, constitui a conjugação composta deste, fazendo com que se perca seu significado próprio. Os verbos principais carregam a maior carga semântica da forma verbal composta, já os verbos auxiliares são responsáveis por indicar o tempo, o modo, o número e a pessoa daquela forma verbal.

Os auxiliares mais comuns são ter, haver, ser, estar, querer, ficar, ir. Abaixo, alguns exemplos:

Tenho estudado para a prova do concurso.

A blusa foi molhada por mim.

Não havendo prestado atenção nas aulas, foi reprovado.

Os verbos auxiliares são muito usados em tempos compostos (ter e haver) e na voz passiva (ser). O tempo composto é formado de um verbo flexionado em pessoa, número, tempo e modo, seguido de outro, no particípio. O flexionado é o verbo auxiliar e o que está no particípio, o verbo principal. Exemplo:

A casa foi derrubada.

O doce foi comprado pelo Marcelo.

O melhor aluno foi premiado.

Temos trabalhado muito.

Adriana estava andando pela biblioteca hoje.

Os verbos auxiliares podem ser de caráter Modal ou Aspectual:

Verbo auxiliar modal

Expressa a maneira como o locutor visualiza a ação verbal formando, junto com o verbo principal, uma locução verbal. Exemplos de verbos auxiliares modais: precisar, crer, saber, ter, poder, dever.

Alessandra pode acreditar que a irmã dela irá no casamento.

Ele deve aparecer no evento hoje.

A mãe dela precisa entender o problema, antes de criticar.

Verbo auxiliar aspectual

Indica a noção de aspecto, dando uma ideia de como a ação ocorreu. Exemplos de verbos auxiliares aspectuais: estar, continuar, começar, pôr, entre outros.

No intervalo, eles continuaram a fazer perguntas.

Clarice estava brincando na piscina.

Joana ainda não começou a trabalhar na tabela nova.

Referência Bibliográfica:

CUNHA, Celso. Gramática do Português Contemporâneo. Belo Horizonte: Bernardo Álvares S. A., 6a ed.1976. 509p.

PASCHOALIN, Maria Aparecida. Gramática: teoria e atividades. 1. Ed. São Paulo: FTD, 2014. 512p.

Arquivado em: Português