Substantivos Concretos e Abstratos

Por Ana Paula de Araújo
Apesar de ser um conceito difícil de se definir, não é tão complicado assim de se reconhecer um substantivo, pois ele está presente na nossa língua em diversos contextos, já que é por meio dele que denominamos os mais diversos tipos de seres, objetos, sentimentos, pensamentos, ideias, enfim, é o substantivo que nomeia tudo que existe. Aquilo que ainda não tem uma denominação, provavelmente é porque ainda não foi descoberto pelo homem, pois a primeira providência a ser tomada é sempre “dar um nome”, seja para uma descoberta, seja para uma invenção, ou para um bebê que acabou de nascer.

Há várias formas de classificar um substantivo, mas deteremo-nos aqui na classificação semântica de substantivos concretos e abstratos. Sendo assim, costumamos definir substantivo como a classe que nomeia os seres, sejam eles animados ou inanimados, concretos ou abstratos.

Para os substantivos que nomeiam conceitos abstratos, ou seja, que não podem ser vistos, imaginados, definidos ou desenhados, damos o nome de SUBSTANTIVOS ABSTRATOS e para os substantivos que nomeiam os demais seres, ou seja, pessoas, plantas, objetos, animais, lugares, etc, damos o nome de SUBSTANTIVOS CONCRETOS.

Vejamos alguns exemplos de substantivos CONCRETOS:

  • cadeira
  • Fortaleza
  • gato
  • Joana
  • samambaia

OBS: Palavras que designam seres inexistentes (fictícios) mas que possuem um conceito conhecido por todos, também são consideradas substantivos concretos.

Ex:

  • Papai Noel
  • Anjo do Dente
  • Duende
  • Bruxa
  • Fada

Em contrapartida, são exemplos de substantivos ABSTRATOS:

  • tristeza
  • alegria
  • vontade
  • amor
  • justiça
  • paz

DEFINIÇÃO:

  • SUBSTANTIVO CONCRETO: quando um substantivo se refere a algo que se pode tocar ou imaginar, ou seja, conferir-lhe uma imagem comum a todos.
  • SUBSTANTIVO ABSTRATO: quando se refere a algo imaginário, sentimental, que não pode ser tocado nem se pode formar uma imagem representativa.