Bombeiro

Por Thais Pacievitch
O bombeiro é o profissional que integra a força de segurança pública do estado. Ele é responsável pela preservação do patrimônio ameaçado de destruição, pelo combate a incêndios, por resgatar as vítimas de afogamentos, incêndios e acidentes, investigação sobre a origem dos incêndios (perícias) e conscientização da população em relação às medidas de segurança adotadas na prevenção de incêndios. O bombeiro pode atuar como soldado, cabo, sargento e oficial.

Foto: worradirek / Shutterstock.com

Foto: worradirek / Shutterstock.com

Para exercer esta profissão (as exigências variam de acordo com o estado da federação) normalmente é necessário ser brasileiro, ter, no mínimo, 18 anos, possuir a carteira de reservista (para os homens) e ter o ensino médio completo. Em relação à altura, exige-se que o homem tenha altura a partir de 1,65m e 1,60m para as mulheres. Geralmente solicita-se que o candidato seja solteiro e que, de forma alguma, tenha antecedentes criminais. Recomenda-se que o candidato saiba nadar e dirigir. Para tornar-se um oficial, é preciso que o bombeiro curse uma escola superior de formação e aperfeiçoamento (existem três, estão situadas no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília)

O bombeiro deve ter um ótimo condicionamento físico, equilíbrio emocional para resolver todo tipo de situação e desejo de servir a população salvando vidas. Além disso, este profissional deve ter raciocínio rápido; resistência física; disciplina; coragem; liderança; boa saúde; capacidade de trabalhar em equipe, de trabalhar sob pressão, de não se abalar quando se depara com pessoas acidentadas e ensangüentadas, de decidir e de cumprir ordens.

Dentre as principais atividades do bombeiro, podemos citar:

- Cooperar com a defesa civil, em casos em que o exército for mobilizado.
- Fazer salvamentos e buscas em todo tipo de ambiente.
- Realizar perícias de incêndios.
- Socorrer pessoas em risco de morte em inundações, catástrofes e desabamentos.
- Educar a população, através de palestras em escolas, por exemplo, para conscientizá-la sobre a prevenção de incêndios.
- Fiscalizar o cumprimento das leis que dizem respeito à prevenção contra incêndios em estabelecimentos comerciais e residenciais.
- Orientar as pessoas sobre os riscos oferecidos por piscinas, balões, insetos, fogos de artifício, etc.

Há estados onde o Corpo de Bombeiros está associado à Polícia Militar, neste caso, o recrutamento é feito através de concurso público tanto para oficiais como para cargos inferiores na hierarquia militar.