Geneticista

Por Ana Lucia Santana
O geneticista é o pesquisador que se dedica ao estudo da genética – disciplina do campo biológico que procura compreender os genes, o mecanismo de transmissão das características hereditárias e a multiplicidade dos seres vivos. O processo de formação deste profissional passa por distintas vias; ele pode escolher pesquisar os animais, as plantas, as bactérias, os vírus. Para tanto ele deve se graduar em biologia, bioquímica, medicina, veterinária, engenharia florestal, química ou agronomia, dependendo do caminho que pretende seguir.
geneticista
Em eras ancestrais os antepassados gregos e egípcios se dedicavam à vinicultura, à produção de queijos e de cervejas, através dos recursos oferecidos pela tecnologia fundamentada na biologia. Primordialmente os produtos extraídos da uva, do leite e da cevada, por meio da fermentação, eram obtidos da mesma forma.

Depois que o Homem começou a caminhar na direção do desenvolvimento da Ciência, ele passou a compreender melhor o mecanismo estrutural dos micróbios, usando então esses seres não só nas funções convencionais, mas também para a elaboração de vacinas, antibióticos, hormônios e ingredientes da esfera alimentar.

A partir da década de 50 os cientistas iniciaram a descoberta do código genético e da configuração dos ácidos nucléicos, seguindo assim rumo às atuais conquistas do genoma humano. Desta forma os estudiosos partiram para uma maior compreensão de como são transmitidos os dados contidos nos genes, e finalmente entenderam que esta informação é duplicada e legada de uma geração para a outra; este novo conhecimento foi igualmente instrumentalizado na práxis produtiva.

Este profisssional tem hoje um campo cada vez mais vasto diante de si, pois os estudos sobre a constituição dos genes vêm propiciando a oportunidade de se investir em amplos recursos tecnológicos também na esfera agrícola. Agora é possível implementar o cultivo de produtos como a soja, o algodão e a cana-de-açúcar.

A biotecnologia aplicada ao reino vegetal permite que inúmeros espécimes dotados de virtudes qualitativas típicas, que proporcionam um retorno lucrativo, sejam produzidos. No setor da pecuária o avanço é igualmente nítido, possibilitando o incremento de estirpes mais rendosas.

Ao longo de sua formação, os futuros geneticistas são orientados a buscar estágios no campo da genética ou a ingressar em um módulo de iniciação científica relacionado a essa esfera disciplinar. Depois da graduação, o ideal é iniciar um mestrado ou um doutorado na área da genética.

O geneticista pode também buscar um caminho mais acadêmico, dedicando-se a pesquisar temas como a origem da Humanidade ou a implementação de terapias que visam prevenir e combater enfermidades de natureza genética. Na Medicina este profissional pode investigar novos meios de diagnosticar estas doenças e outras metodologias que contribuam para reconhecer pacientes atingidos por distúrbios genéticos. Estudar o papel  dos genes é igualmente fundamental em nossos dias, pois este saber dará impulso a tecnologias e terapêuticas essenciais para o futuro do Homem.

Fontes:
http://pt.wiktionary.org/wiki/Geneticista
http://www2.uol.com.br/aprendiz/guiadeempregos/estagios/info/artigos_020903.htm
Foto: Lauri Kulpsoo / http://en.wikipedia.org/wiki/File:Geneetik_Riin_Tamm.jpg