Guia de turismo

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

Guia de turismo é o profissional que trabalha acompanhando grupos de pessoas durante excursões, passeios e viagens nacionais e internacionais. Sua função é assessorar os viajantes ou visitantes, orientando e apresentando locais e pontos turísticos. Também dão apoio na logística da viagem, direcionando durante o embarque e desembarque, auxiliando na criação do roteiro a cumprir e informando durante as atividades envolvidas.

A profissão é regulamentada desde 1993 no país, e para exercê-la é necessário cumprir alguns requisitos. É obrigatório ter concluído o ensino médio e ser maior de 18 anos para atuar como guia de turismo regional e ser maior de 21 anos para atuar como guia de excursão nacional ou internacional. No caso de excursão internacional, também será obrigatória a comprovação de proficiência ou atestado de fluência em pelo menos uma língua estrangeira. Para obter qualificação na área é preciso cursar o nível Técnico em Guia de Turismo com duração média de 800 horas ou o bacharelado em Turismo, que proporciona uma formação mais generalista e tem duração média de 4 anos.

Após a conclusão, o interessado deverá dirigir-se à Secretaria de Turismo do Estado para solicitar a credencial de Guia de Turismo. Também é necessário providenciar o registro de trabalhador autônomo na prefeitura da cidade, além de realizar o cadastro no Cadastur (Sistema de Cadastro das pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo). Esse sistema é organizado pelo Ministério do Turismo em parceria com os órgãos oficiais de Turismo presentes em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal.

A atuação do Guia de Turismo pode ser dividida em categorias: guia regional, guia especializado em atrativos naturais, guia nacional e guia internacional. O mercado de trabalho oferece oportunidades em hotéis, cruzeiros, agências de viagem, empresas aéreas, eventos, museus, parques, ecoturismo, turismo par prática de esportes radicais e consultoria.

Para construir uma trajetória de sucesso na área, é essencial dominar os aspectos históricos, culturais e geográficos dos destinos; além de familiarizar-se com os procedimentos de embarque aéreo, marítimo, fluvial, rodoviário e ferroviário.

Também é preciso ter carisma, ótima comunicação interpessoal, bom senso para indicar as atividades de acordo com o perfil do grupo e imparcialidade ao sugerir lugares de qualidade; independente dos valores recebidos em comissão.

​A profissão é um desafio à rotina, já que o Guia trabalha geralmente em período integral e durante os finais de semana e feriados.

É preciso muito jogo de cintura e dedicação para conduzir os grupos, manter a organização durante deslocamentos, passar informações de forma criativa e cumprir o roteiro com pontualidade.

Além da gratificação financeira, existe o prazer em explorar diversas culturas e regiões, adquirir conhecimento a cada destino e estar em contato com belezas naturais, locais exóticos e objetos históricos importantes.

Leia também:

Arquivado em: Profissões