Deutério

Por Luiz Ricardo dos Santos
O deutério é um isótopo pesado e estável do hidrogênio, é um gás incolor, inodoro e não tóxico. No decorrer da década de 1910 o cientista Soddy havia desenvolvido um conceito de isótopos baseado nas propriedades do hidrogênio em virtude deste possuir característica excepcional para explicação de modelos atômicos e posteriores formulações de teorias. Os químicos tinham interesse nesse elemento em função de ele possuir somente um próton e um elétron em seu núcleo, eles julgavam que o hidrogênio não possuía isótopos, sendo então usada sempre para esta finalidade.

Não obstante um químico chamado Harold Urey professor de química na Universidade de Columbia, não satisfeito resolveu investigar a existência ou não de isótopos de hidrogênio. Urey então desenvolveu um método para investigação do hidrogênio, que consistiu em liquefazer o hidrogênio sob alta pressão e temperaturas baixas e fracionou cuidadosamente a temperaturas diferentes e a cada diminuição da temperatura ele incidia a luz infravermelha na amostra, até a identificação dos isótopos de hidrogênio descobrindo assim o deutério pela diferença nos espectros emitidos. A prova de que Urey estava certo veio com o experimento de Lewis que conseguiu isolar água formada pelo isótopo pesado do hidrogênio D2O ou ²H2O ou água pesada, confirmando o experimento de Urey e a ocorrência natural do isótopo.

Propriedades Físico-Químicas

  • Símbolo Químico: ²H ou D
  • Número atômico: 1
  • Massa Molar: 2,014 g.mol-1
  • Abundância: 0,02%
  • Ponto de Fusão: 19K
  • Ponto de Ebulição: 24K
  • Densidade: 0,18g.L-1

Química, Obtenção e Usos do Deutério

As características do deutério são semelhantes as do hidrogênio normal e/ou Protium (¹H) como é também chamado pelos cientistas. Apesar de características parecidas, algumas pequenas variações estão em diferenças de ponto de fusão e ebulição assim como alterações na cinética das reações em que o deutério seja componente. É obtido geralmente através da eletrólise da água pesada, em função deste método fornecer grandes quantidades do material, visto que o deutério tem um grande uso industrial.

Os cientistas suspeitam que a as reações de fusão termonuclear que ocorrem no sol produzem e são aceleradas pela ação do deutério, diante disso estudos têm sido realizados na expectativa de usar o deutério como fonte de energia limpa.

Os usos mais comuns do deutério são em reatores de fusão nuclear, dispositivos detectores de fonte de água, e na fabricação de lâmpadas de espectrômetros ou espectrofotômetros.

Bibliografia:
http://www.c-f-c.com/specgas_products/deuterium.htm
http://www.daviddarling.info/encyclopedia/D/deuterium.html
http://img4.juiceadv.com/clienti/DonnaD_Marzo11/spot.asp