Eletronegatividade e Eletropositividade

Por Júlio César Lima Lira
A eletronegatividade e a eletropositividade são duas propriedades periódicas que indicam a tendência de um átomo, numa ligação química, em atrair elétrons compartilhados.  Ou ainda, podem representar a força com que o núcleo atrai a eletrosfera.

São definidas da seguinte forma:

Eletronegatividade é a tendência de um átomo em atrair elétrons compartilhados numa ligação química; de modo contrário, a eletropositividade indica a tendência do átomo em liberar esses elétrons quando ligado a outro.

Os gases nobres são os elementos cujos valores de eletronegatividade e eletropositividade são os menores possíveis. Pois, uma vez que possuem estabilidade eletrônica, não tem tendência significativa em perder ou ganhar elétrons.

Numa ligação química, a diferença de eletronegatividade indica o caráter da ligação: em tese, se a diferença de eletronegatividade entre dois átomos ligados entre si for maior que 1,7 eV, a mesma se caracteriza como iônica.

Essas duas propriedades crescem na tabela periódica de modos exatamente contrários: enquanto que a eletronegatividade cresce de baixo para cima nos grupos (família) e da esquerda para a direita nos períodos; a eletropositividade cresce de cima para baixo nos grupos e da direita para a esquerda nos períodos:

A eletronegatividade pôde ser numericamente determinada pela equação proposta por Linus Pauling: E = 0,184(I + A).

Onde, I = Potencial de Ionização, e A = Afinidade Eletrônica.

A partir dessa expressão, definiu-se a eletronegatividade de todos os elementos da tabela (esquematicamente, com exceção dos gases nobres). Sendo o flúor (F) o átomo mais eletronegativo.

Variação de Eletronegatividade e Eletropositividade

A eletronegatividade e eletropositividade são maiores ou menores nos átomos dos elementos da tabela correlacionando-se com outras propriedades periódicas:

1)      Raio atômico: Quanto menor o raio atômico, maior a força com que o núcleo atrai a eletrosfera. Assim, maior a eletronegatividade e menor a eletropositividade do átomo;

2)      Afinidade eletrônica: Como a afinidade eletrônica mede a tendência de um átomo em receber um elétron na sua eletrosfera, quanto maior for essa propriedade maior será a eletronegatividade. Ao contrário da eletropositividade, que se torna menor.

3)      Potencial (ou energia) de ionização: Como a energia de ionização indica a tendência do átomo em se tornar íon positivo com valência +1 (ou seja, perder um elétron), quanto maior o seu valor menor a eletronegatividade e maior a eletropositividade do átomo.