Misturas Homogêneas

Por Júlio César Lima Lira
As misturas homogêneas são aquelas em que não são possíveis as distinções de fases (regiões visíveis da mistura onde se encontram os componentes), nem mesmo com um moderno microscópio eletrônico. Um grande exemplo é a água do mar: apesar da alta concentração de sais minerais, os mesmos não são distinguíveis em uma amostra.

Sólido - Sólido

Quando se trata apenas de sólidos, geralmente as misturas homogêneas são ligas metálicas. Porém, uma mistura de farinha de trigo e amido de milho é considerada mistura homogênea entre sólidos, já que a distinção de fases a olho nu é impossível, e muito improvável com microscópios.

Líquido - Sólido

Um sólido é solúvel em um líquido (solvente) se seu grau de solubilidade for considerável. Na teoria, todo o sólido é solúvel em água (solvente universal) mesmo que seja ínfima a quantidade que realmente está em solução. Para esse tipo de mistura, a temperatura é um fator determinante: a priori, quanto maior a temperatura do solvente, maior a solubilidade de um sólido contido nele de modo que cada vez mais soluto pode ser adicionado sem precipitar (aparência de corpo de fundo no recipiente).

Nesse caso, a polaridade dos componentes a serem misturados devem ser levados em consideração. Exemplo: água (polar) não solubiliza significativamente a naftalina (quase apolar).

Líquido - Líquido

Em caso de líquidos, a classificação de polaridade das moléculas constituintes de cada um também deve ser levada em consideração para a formação da mistura ou não.

Se dois líquidos forem polares ou bipolares (característica das moléculas que apresentam regiões fortemente polares e apolares simultaneamente), como por exemplo a água (polar) e o álcool (bipolar), são miscíveis entre si; caso fossem água e éter metílico (praticamente apolar), a mistura praticamente não existiria. Por outro lado, a acetona (bipolar) solubiliza tanto éter metílico (apolar) quanto é miscível em água.

Líquido - Gás

Um mistura homogênea entre um líquido e um gás é sistematicamente difícil de ser obtida. Primeiramente, porque as bolhas de gás são visíveis até mesmo a olho nu. Além disso, uma mistura líquido-gás tem que ser acondicionada em recipiente fechado para que o gás não escape.

Mas, apesar de possuírem solubilidade complicada e muito variável (principalmente por causa da temperatura, onde quanto maior a temperatura menor a solubilidade do gás), soluções líquido-gasosas homogêneas não são impossíveis de serem encontradas: há gases dissolvidos na água da torneira (em geral, oxigênio) ou na solução de ácido clorídrico, originado a partir do borbulhamento de cloreto de hidrogênio em água destilada, por exemplo.

Gás - Gás

A única mistura onde há miscibilidade total entre seus constituintes é a do tipo gás-gás. Como os gases tendem a ocupar o volume do recipiente na qual estão contidos, caso acrescentássemos dois gases corados não reativos entre si em um mesmo recipiente, por simples e livre expansão dos mesmos, uma solução gasosa homogênea seria naturalmente obtida.

Leia também: