Monóxido de Carbono

Por Mayara Cardoso
Representado pela fórmula química CO, o monóxido de carbono é um gás incolor e inodoro proveniente da combustão incompleta de combustíveis fósseis (carvão mineral, petróleo e gás natural). Tal substância apresenta um ponto de fusão de -205,07 °C, ponto de ebulição de -191,55 °C, é parcialmente solúvel em água e em alguns solventes orgânicos (clorofórmio, etanol, ácido acético, hidróxido de amônio, entre outros) e ligeiramente inflamável.

O monóxido de carbono é muito utilizado industrialmente como agente redutor, removendo o oxigênio de alguns compostos, como ocorre na produção do ferro e do níquel metálico. Muito se utiliza esse óxido também na síntese de diversas substâncias orgânicas, em especial, metanol, ácido acético, ácido fórmico, plásticos e outros. Essa substância foi largamente empregada como gás de síntese, uma solução gasosa produzida a partir da reação do vapor d’água com carvão superaquecido e muito usada como combustível.

O monóxido de carbono é um óxido neutro extremamente letal: se inalado em altas concentrações (acima de 400 partículas por milhão) pode matar por asfixia. Isso ocorre porque, ao ser inspirado, o monóxido de carbono é capaz de estabelecer ligações químicas altamente estáveis com a hemoglobina das hemácias, formando a carboxiemoglobina (HbC), o que as impossibilita de transportar oxigênio em todo o processo de respiração. Por isso, esse óxido foi muito utilizado na Segunda Guerra Mundial pelos nazistas para extermínio dos judeus nas câmaras de gás. Como é desprovido de cheiro e cor, a presença do monóxido de carbono não é facilmente percebida, por isso, o gás é comumente taxado como assassino silencioso.

A inalação de pequenas doses do monóxido de carbono, em geral, pode causar dores de cabeça, vertigens, tontura, fraqueza, irritação aos olhos, distúrbios de visão e perda da aptidão manual. A exposição a quantidades moderadas pode acometer os sistemas nervoso e cardiovascular e levar o indivíduo ao coma. O monóxido de carbono é incompatível com oxigênio, cloro, óxido nitroso, acetileno e fluorine, e forma carbonilas tóxicas e inflamáveis ao reagir com metais.

Referências:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Monóxido_de_carbono
http://www.qca.ibilce.unesp.br/prevencao/produtos/monoxido_carbono.html