Estrutura Celular das Bactérias

Por Marilia Araujo
As bactérias tem uma estrutura celular bem característica de células procarióticas: sem núcleo revestido de membrana (o núcleo dos procariontes é chamado de nucleóide), com plasmídeos, ribossomos, enfim, detalhados e ilustrados a seguir.

Algumas estruturas presentes em bactérias.

Algumas estruturas presentes em bactérias.

Cromossomos

O cromossomo que está presente nas bactérias é circular e possui uma única molécula de DNA. Algumas fontes bibliográficas o designam não como cromossomo, mas como corpo cromatínico, por não o considerarem como um cromossomo verdadeiro. Este cromossomo carrega as informações genéticas da célula, tornando-o apto a realizar a auto-replicação cromossômica.

Plasmídeo

Esta estrutura é uma pequena molécula de DNA e não está presente em todas as bactérias, sendo que seus genes não são codificadores de informações e características essenciais, mas dependendo da situação ambiente a que esta célula é exposta, pode ter alguma vantagem seletiva em relação às outras bactérias que não possuem o plasmídeo, como por exemplo quando são expostas à antibióticos. O plasmídeo protege a célula da ação antibiótica. E o melhor de tudo: eles se autoduplicam, independentemente dos cromossomos.

Hialoplasma

Bactérias. (Ilustração: © iStock.com / zentilia)

Bactérias. (Ilustração: © iStock.com / zentilia)

Isto é um líquido gelatinoso, composto por saia, glicose e outras moléculas de açúcar e orgânicas, proteínas. Podemos encontrar também RNA e muitos ribossomos.

Ribossomos

Dispersos no interior da célula, esta estrutura é responsável pela aparência rugosa que a célula tem.

Grânulos de Reserva

Neste tipo de célula o acúmulo de reservas acontece, mas é feito de maneira diferente das células eucarióticas. Aqui são formados grânulos insolúveis em água, compostos de glicose, ácido beta-hidroxibutírico e fosfato, formando cadeias complexas de açúcares.

Membrana Celular

Esta membrana é na verdade uma camada dupla de fosfolipídios, mas também contem proteínas essenciais auxiliadoras na permeabilidade de nutrientes, na defesa e na produção de energia.

Parede Celular

A parede recobre a membrana, e é ela quem confere alguma forma à bactéria. Não é uma estrutura simples, e em algumas espécies é possível observar as endotoxinas, substâncias que induzem o sistema imune a ter uma reação exacerbada (conhecida como choque séptico) e provocar a morte do próprio hospedeiro. Quanto à constituição desta estrutura (parede celular), diz-se que as bactérias podem ser gram-negativas ou gram-positivas, isto levando em consideração a coloração delas. Se gram-negativas, a coloração é avermelhada, com pouca variação deste tom, com a parede formada por duas camadas. Se gram-positivas, a coloração é arroxeada, também com pouca variação deste tom, com a parede formada por uma camada apenas.

Cápsulas

É uma camada que recobre a parede celular, polissacarídica geralmente, mas podem ser proteínadas também. Esta estrutura mantém a célula bacteriana resistente à fagocitose.

Flagelo

Esta estrutura é responsável pela motilidade da bactéria, está preso à membrana plasmática e é proteinado.

Fímbrias

Também conhecidas como “pili”, estas estruturas são microfibrilas (curtas e finas) protéicas, características das bactérias gram-negativas e diferentemente dos flagelos, não servem para locomoção, mas para adesão. Existe ainda um tipo específico de fímbria, a sexual. Esta serve para auxiliar no processo de conjugação, ligando as bactérias para que troquem material genético.

Bibliografia:
http://www.enq.ufsc.br/labs/probio/disc_eng_bioq/trabalhos_pos2003/const_microorg/bacterias.htm
http://www.universitario.com.br/celo/topicos/subtopicos/bacterias/estrutura/estrutura.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bactéria