Mosquitoeira (Mosquitérica)

Por se tratar de um país com grande incidência de doenças causadas por insetos, algumas mortais como a dengue, foi inventada no Brasil, uma armadilha para mosquitos chamada mosquitoeira. Os criadores da armadilha de insetos foram Hermano César M. Jambo e Antônio C. Gonçalves Pereira. Ambos a patentearam com o nome de mosquitoeira. Porém, para difundir a utilização da invenção, o grupo do professor Maulori Cabral, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), criou uma versão alternativa e gratuita chamada mosquitérica. O nome da primeira invenção tem origem na palavra ratoeira, já a segunda, é uma síntese de “mosquiteira genérica”.

Na época das epidemias de dengue ocorridas no Brasil, a invenção entrou em destaque na mídia por ser uma forma prática e eficaz de combater o mosquito vetor da doença. Além da praticidade, era uma forma de baixo custo e simples de coibir a proliferação da praga e sua utilização era de fácil entendimento para as camadas populares.

O que é necessário para fazer uma mosquitérica?

  • 1 garrafa de 2 litros de plástico (tipo PET)
  • Tesoura
  • Lixa de madeira (nº 180)
  • Rolo de fita isolante ou fita adesiva de forte aderência
  • Pedaço de tecido do tipo “filó” ou “micro tule”, o bastante para a vedação do bico do recipiente
  • Arroz para alimentar as larvas ou alpiste

Como montar o equipamento?

  • Passo 1: Cortar a garrafa em dois, sendo que a parte da boca seja menor, a formar um funil
  • Passo 2: Retirar a tampa do recipiente. De forma cuidadosa, retirar o anel (parte que se destaca da tampa), lacrar e guardar, pois será utilizado posteriormente
  • Passo 3: Colocar o tecido de vedação no gargalo e prendê-lo com o anel
  • Passo 4: Lixar o interior do funil, com isso, a área de evaporação aumenta, facilitando ao mosquito a localização da mosquitérica
  • Passo 5: Colocar o alimento escolhido na parte de baixo do recipiente. Indicam-se cinco grãos de alpiste ou três de arroz, é importante que seja bem triturado
  • Passo 6: Coloque a parte do gargalo de cabeça para baixo, na parte de baixo do recipiente
  • Passo 7: Utilize a fita isolante para fazer a fixação das 2 partes, externamente
  • Passo 8: Insira água filtrada (sem cloro) na parte de dentro da mosquitérica, deixando a alguns centímetros do gargalo.

Com a utilização da mosquitérica, será possível manter o ambiente longe das pragas causadoras de doenças e destruidoras de alimentos. Caso o ambiente for muito amplo como sítios e chácaras, recomenda-se a utilização de uma mosquiteira em cada ambiente. Porém, mesmo com a armadilha, é importante verificar a presença de água parada e erradicar os pontos para coibir a proliferação dos insetos.

Fontes:
http://www.faperj.br/downloads/mosquiterica.pdf
http://panohippie.blogspot.com.br/2010/01/armadilha-ecologica-para-capturar.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mosquitoeira

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Saúde