Economia de escala

Custos fixos são aqueles que uma empresa sempre terá de arcar independente de seu volume de produção ou vendas mensais. Exemplos de custos fixos são as contas de aluguel, salários de funcionários do setor administrativo, depreciação de maquinários. A economia de escala é aplicada quando um produtor amplia seu volume de produção de modo a distribuir seus custos fixos em um número maior de unidades produzidas, reduzindo o custo médio dos produtos.

Portanto, a economia de escala leva a preços unitários mais baixos por causa do aumento da produção total de um produto. Por exemplo, uma fábrica produz mais ferramentas para que seus custos de produção caiam. Mas a economia de escala não se resume às atividades industriais. Se um professor de violino ensina para 10 alunos por mês, e tem custos fixos como de aluguel, água e luz do espaço, se ele conseguir ensinar 20 alunos no mesmo local, esse custo fixo se distribui, otimizando suas contas.

No entanto, o empreendedor precisa saber se a demanda de mercado receberá os produtos ou serviços a mais que ele mensalmente irá ofertar. Caso ele só consiga vender a mesma quantidade de antes da ampliação da produção, não seria viável produzir mais. Caso produzisse mais e a demanda não fosse equivalente, a empresa ficaria com um grande estoque de produtos de custo médio baixo, encalhada e gerando custos financeiros, como o de armazenamento. Assim, a economia de escala só é aplicada com sucesso quando o mercado prontamente recebe os produtos ofertados, o que contribui para maior lucratividade e possibilidade de comercialização a preços menores.

Pode ser desenvolvida por meio de diversos agentes e causas. Fatores como especialização da mão-de-obra, divisão do trabalho e tecnologias mais eficientes contribuem para o aumento dos volumes de produção. A economia de escala é um conceito intimamente ligado à eficiência de gestão e produção.

As economias de escala podem ser internas ou externas. A economia de escala interna ocorre quando uma empresa aumenta sua produção para reduzir seus custos, que é o que foi dito anteriormente. Já a economia de escala externa ocorre quando um setor industrial expande suas atividades e as empresas que atuam na área podem desfrutar de melhores condições, infraestrutura, redes de fornecimento mais sofisticadas e mão-de-obra mais qualificada resultando em custos menores de suas produções.

O oposto das economias de escala são as deseconomias de escala, que também podem ser internas ou externas. Quando uma empresa se expande além de seu tamanho ideal, isso faz com que haja encarecimento de seus produtos, isto é, o valor unitário sobe, ocorrendo a deseconomia de escala interna. O fenômeno também é chamado pelos economistas de retornos decrescentes.

Já deseconomia de escala externa ocorre quando a expansão daquele setor se torna prejudicial para uma ou mais empresas que atuam nele, causando o encarecimento dos custos, como o da mão-de-obra, por exemplo. Dentro da deseconomia de escala externa é ainda possível encontrar fatores monetários e tecnológicos como causa desses retornos decrescentes. Os monetários acontecem quando os preços dos insumos sobem desproporcionalmente em relação ao número de empresas. Já os tecnológicos acontecem quando há atraso nas tecnologias usadas pelas empresas, causando encarecimento dos custos e consequentemente dos preços, fazendo a demanda de mercado cair.

REFERÊNCIAS:

Corporate Finance Institute. What are Economies of Scale?. Disponível em: <https://corporatefinanceinstitute.com/resources/knowledge/economics/economies-of-scale/>. Acesso em 05 de março de 2019.

DUARTE, Adrien Carlos. Custo médio: O que é e como calcular. Disponível em: <https://blog.quantosobra.com.br/custo-medio-o-que-e-e-como-calcular/>. Acesso em 06 de março de 2019.

KENTON, Will. External Economies of Scale. Disponível em: <https://www.investopedia.com/terms/e/externaleconomiesofscale.asp>. Acesso em 05 de março de 2019.

LADEIA, Renato. Economia de Escala: afinal que bicho é esse?. Disponível em: <http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/economia-de-escala-afinal-que-bicho-e-esse/105254/>. Acesso em 05 de março de 2019.

Market Business News. What Are Economies Of Scale? Definition And Meaning. Disponível em: <https://marketbusinessnews.com/financial-glossary/economies-scale/>. Acesso em 05 de março de 2019.

Market Business News. What Are Fixed Costs? Definition And Meaning. Disponível em: <https://marketbusinessnews.com/financial-glossary/what-are-fixed-costs/>. Acesso em 05 de março de 2019.

PETTINGER, Tejvan. Definition of economies of scale. Disponível em: <https://www.economicshelp.org/microessays/costs/economies-scale/>. Acesso em 05 de março de 2019.

PETTINGER, Tejvan. Economies of scale examples. Disponível em: <https://www.economicshelp.org/blog/326/concepts/economies-of-scale-examples/>. Acesso em 05 de março de 2019.

ROMBIOLA, Nicolas. Deseconomía de Escala. Disponível em: < http://www.finanzzas.com/deseconomia-de-escala>. Acesso em 06 de março de 2019.

ZANLUCA, Jonatan de Sousa. CUSTOS FIXOS E VARIÁVEIS. Disponível em: <http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/custo-fixo-variavel.htm>. Acesso em 06 de março de 2019.

Arquivado em: Administração, Economia