Padrões analíticos físicos da água

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

A qualidade da água para consumo humano está relacionada às suas condições físicas. Abaixo mostra-se algumas dessas condições de aceitação, além das conceituações no que se refere à cor, turbidez, metais pesados, pH, condutividade e temperatura da água.

Cor

A coloração da água é uma resultante da matéria que esta apresenta suspensa ou dissolvida, além de demonstrar a decomposição da matéria orgânica, no caso de contaminação biológica. Os resíduos de natureza diversa também alteram a coloração da água, tais como dejetos domésticos e industriais.

Turbidez

Geralmente partículas sólidas suspensas na água afetam menos a sua coloração e mais a sua turbidez. Embora não se possa diretamente relacionar à turbidez da água a sua não-potabilidade, essa característica é importante para se discriminar a água tratada da não-tratada.

Metais Pesados

Alguns metais pesados são bastante danosos à flora e à  fauna, predominantemente aos organismos mamíferos. Dentre eles pode-se apontar o chumbo (Pb), o mercúrio (Hg) e o cádmio (Cd). São originados principalmente dos resíduos de grandes e pequenas indústrias de tratamento químico, desde metalurgias à cortumes. Já no meio rural, os defensivos agrícolas também podem ser uma fonte de metal pesado. Alguns processos de complexação são utilizados no tratamento da água para remoção desses elementos.

pH

Um dos mais importantes fatores de determinação das condições de potabilidade da água, pois está diretamente relacionado ao que a mesma apresenta em solução, é o seu potencial hidrogeniônico, denominado simplesmente de pH. O pH mostra o grau de acidez ou basicidade de uma amostra aquosa. Desse modo, amostras de pH menor do que 7 são consideradas ácidas, maiores, são consideradas básicas. O pH é também muito influenciado pela quantidade de matéria orgânica em decomposição presente na água. Assim, o aumento dessa matéria provoca uma redução de seu pH (uma acidez), o que pode ser facilmente detectado para sequente correção.

Condutividade

Quando a amostra de água analisada apresenta uma alta condutividade elétrica, demonstra uma elevada quantidade de íons dissolvidos. Esses íons podem ser resultado de processos naturais, como a dissolução das rochas, como artificiais, como a diluição de despejos residenciais ou industriais (principalmente metalúrgicos). Ao se analisar apenas a condutividade elétrica, não se pode especificar a natureza desses íons, mas apenas a sua concentração total.

Temperatura

Por último, a alteração da temperatura da água oferece indícios da ocorrência reações químicas em meio aquoso. Além disso, quanto maior for a temperatura da água, menor será a concentração de gás oxigênio nela dissolvido, o que põe em risco sua vida marinha.

Referências:
FELTRE, Ricardo; Fundamentos da Química, vol. Único, Ed. Moderna, São Paulo/SP – 1990.
RUSSELL, John B.; Química Geral vol.1, São Paulo: Pearson Education do Brasil, Makron Books, 1994.

Arquivado em: Água