Basenji

Basenji, também conhecido como Cão do Congo Belga, ou ainda, Cão do Mato do Congo, consiste em uma raça de cão desenvolvida na África. Existem relatos de cães similares a esta raça que datam mais de 4000 anos, desenhados em tumbas egípcias. Contudo, não é fácil traçar uma relação entre eles, uma vez que o Basenji descende de cães provenientes do Zaire durante a década de 1930. Os primeiros exemplares da raça foram exportados para Massachusets no ano de 1941, iniciando, então, a expansão da raça.

Temperamento

Este cão, muito utilizado para caça, apresenta uma particularidade apreciada por muitas pessoas: não costuma ladrar. São animais inteligentes, independentes, porém muito afetuoso e alegre, mantendo-se sempre alerta. Com seus donos é dócil, mas receosos com estranhos.

Descrição

Por serem oriundos do continente africano, local quente e seco, não devem ser criados em regiões de clima úmido e frio. Fisicamente são animais pequenos, com as fêmeas medindo entre 28 a 41 cm, pensando entre 9 a 11 kg, enquanto que os machos medem de 41 a 43 cm e pesam entre 10 a 12 kg. Possuem garupa curta e constituição leve, com cauda disposta de modo ascendente, posicionada sobre o dorso. São animais elegantes e graciosos, aparentando imagem de equilíbrio e agilidade. Apresentam olfato e visão aguçados, por isso são amplamente utilizados para caça.

Possuem orelhas pequenas, pontiagudas e eretas. O crânio é liso, bem esculpido, adelgaçando-se no sentido dos olhos. Apresentam focinho curto, mas equilibrado, não sendo nem grosseiro e nem excessivamente afunilado, de cor preta. Os olhos variam do avelã escuro ao castanho escuros, de formato amendoado, dispostos obliquamente.

A pelagem é curta, lustrosa e fina. As cores incluem: preta, vermelho acastanhado, cor de fogo, tricolor (preto, vermelho e castanho) ou com manchas (geralmente manchas pretas num fundo vermelho acastanhado). Todos os exemplares devem apresentar branco nos pés, no peito e na ponta da cauda, enquanto que manchas e colar são opcionais.

Cuidados com a Raça

São animais que costumam limpar as patas com a língua, assim como os gatos, não sendo necessário, portanto, dar muitos banhos nesses animais. Além disso, não é necessário escovar muito a pelagem desses cães, já que a mesma é curta. Estes animais apresentam maior susceptibilidade a desenvolver a síndrome de Fanconi, uma desordem renal.

As fêmeas entram no cio uma vez por ano e costumam ter de 4 a 6 filhotes por ninhada. Vivem, em média, de 13 a 14 anos.

Necessitam de exercícios diariamente, pois são animais que possuem muita energia.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Basenji
http://www.cbkc.org/padroes/pdf/grupo5/basenji.pdf

Arquivado em: Cães