Elefante-marinho

O elefante-marinho (Mirounga sp) é um mamífero carnívoro ponípede (ordem de mamíferos aquáticos), pertencente à família Phocidae, adaptados à vida aquática. Estes animais receberam esse nome devido ao formato de seu enorme nariz, que lembra uma tromba, que quando inflado, pode atingir aproximadamente 40 cm. Existem duas espécies de elefante-marinho:

  • M. angustirostris: habita o hemisfério norte;
  • M. leonina: habita o hemisfério sul.

Elefante Marinho do Norte (M. angustirostris). Foto: FiledIMAGE / Shutterstock.com

 

Elefante Marinho do Sul (M. leonina). Foto: JeremyRichards / Shutterstock.com

Ambas as espécies são muito grandes, mas a espécie que habita o sul é maior; os machos medem até 6 metros de comprimento e chegam a pesar 3 toneladas, enquanto que os machos que habitam o norte atingem, no máximo, 5 metros de comprimento e peso máximo de 2,7 toneladas. Nas duas espécies, porém, as fêmeas não atingem nem a metade do tamanho dos machos.

Os elefantes-marinhos distinguem-se dos integrantes da família Otariidae (focas, leões e lobos marinhos) por não apresentarem orelhas e por se locomoverem em terra apoiando-se na superfície ventral e não nas nadadeiras.

Embora seja muito desajeitado e lento em terra, surpreende pela sua agilidade no mar. As fêmeas adultas podem mergulhar até 1.255 metros de profundidade e busca de alimento, mas normalmente mergulham de 500 a 800 metros; os machos mergulham de 200 a 400 metros e os mergulhos, de ambos, duram de 20 a 27 minutos. Alimentam-se basicamente de lulas, sépias, pequenos crustáceos, polvos e raias.

No fim de agosto, os machos arrastam-se penosamente para as praias, onde mais tarde irá ocorrer o acasalamento; as fêmeas chegam apenas fim de setembro. Na época de acasalamento, esses animais reúnem-se em grandes colônias, nas quais os machos maiores têm até vinte fêmeas. Após uma gestação de cerca de 340 dias, o filhote nasce e é amamentado durante quatro semanas. Este último nasce com uma pelagem negra que é substituída por outra de pêlos cinzentos e longos durante o período de desmame. Ao completar um ano de idade, apresentam uma pelagem amarelada que escurece nos adultos para um marrom mais escuro.

Após a época de reprodução, os machos e fêmeas se separam, voltando ao mar, permanecendo neste local por aproximadamente dois meses, se alimentando. No período de troca de pelagem, tanto os macho quanto as fêmeas retornam às praias, mas vivem separadamente. Assim que a muda chega ao fim, toda a colônia volta ao mar, onde permanecem até a primavera seguinte.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Elefante-marinho
http://www.usp.br/cbm/index.php/artigos-acesso-livre/71-elefante-marinho.html
Guia Ilustrado – O Mundo dos Animais – Mamíferos II. Editora Nova Cultura, 1990.

Arquivado em: Animais, Mamíferos