Labrador

 

Labrador. Foto: claire norman / Shutterstock.com

O Labrador Retriever ou, como é mais popularmente conhecido, o Labrador, é uma das raças caninas mais célebres, originária da Newfoundland, província canadense, até 1949 conhecida como Newfoundland and Labrador. Dizem que ele foi aprimorado por pescadores desta localidade, os quais necessitavam de um cachorro de porte menor que os auxiliassem na atividade pesqueira.

Este animal precisaria ter ossos bem desenvolvidos e patas vigorosas para serem capazes de transportar fardos pesados; além disso, deveriam ser um ótimo Retriever, ou seja, ter como tarefa essencial a procura de caça já morta. Como eles careciam de um cão que pudesse enfrentar as águas geladas do Canadá, ele teria que apresentar pelos espessos e nadar adequadamente. Desta forma se criou a raça do Labrador, como ela é hoje conhecida.

Este cachorro é famoso por sua doçura, sua aguda inteligência e a submissão aos donos. Por terem um temperamento assim constituído, eles são muitas vezes adestrados para se tornarem cães de caça, de amparo e socorro, capazes de orientar o dono, guiando-os nos caminhos percorridos, entre outras tarefas que demandam estas características do animal. Os Labradores são encontrados principalmente na Europa e nos Estados Unidos.

Eles são ótimos companheiros, mas demandam muito cuidado, principalmente quando são filhotes, pois apresentam muito vigor, extrema atividade e são capazes de destruir objetos à sua disposição, especialmente meias, sapatos e os pés do mobiliário. Nem que seja para chamar a atenção, pois eles detestam a solidão. Sua intensa vontade de satisfazer seus proprietários facilita o adestramento. O labrador também tem a seu favor um físico robusto e um olfato apurado.

A natureza alegre e fiel deste animal o torna apto a conviver com crianças, pois ele é totalmente apaixonado por elas, capaz de defendê-las com a própria vida, mesmo porque os Labradores são extremamente brincalhões. Todas as características deste animal nascem tanto do seu mapa genético quanto da forma como ele é educado pelos donos.

Assim, é preciso compreender que elas se referem a um Labrador genuíno, bem selecionado e treinado, sem agressividade nem concessões excessivas. Ao crescerem, eles reduzem seus exercícios físicos, mas continuam loucos por uma boa corrida ou um passeio com seus proprietários. Como são animais criados junto aos familiares, eles não terão uma formação normal se forem isolados.

Os Labradores autênticos são normalmente de médio ou grande porte. As fêmeas devem apresentar entre 54 e 56 cm na cernelha – ponto mais elevado do ombro, anterior ao pescoço -, e os machos têm entre 56 e 57 cm. Mede-se a partir desse ponto até o solo. Os cães dessa raça, os não obesos, pesam por volta de 37 e 42 quilos, levando-se em conta o sexo e a disposição genética do animal.

Nesta raça os cães podem apresentar três cores distintas: o amarelo – que vai dos tons mais claros às variações vermelhas encontradas nas raposas –; chocolates ou negros. Os olhos são sempre castanhos, embora às vezes sejam um pouco mais claros nos cães chocolates. As orelhas são suspensas, na forma de um triângulo, e de porte médio. O focinho tem o mesmo tamanho e é largo e vigoroso. Os dentes se fecham de forma que os dentes superiores ficam um pouco à frente dos que se encontram abaixo, sem intervalo entre eles. As costelas são amplas e redondas, próprias do cachorro que tem um pulmão bem desenvolvido, adequado para nadar em águas muito geladas. O rabo, que seria o leme deste cachorro, deve ser largo, curto e reto.

Fontes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Labrador_Retriever
http://www.saudeanimal.com.br/labrador1.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/Newfoundland

Arquivado em: Cães