Suíno Berkshire

Berkshire é uma raça suína, de origem britânica que surgiu entre 1780 a 1850, resultante do cruzamento entre suínos chineses, celtas e napolitanos. Esta raça foi uma das mais conhecidas para a produção de bacon. Os suínos de origem norte-americana são mais longos, altos e delgados quando comparados aos ingleses.

Suíno Berkshire. Foto: chayakorn lotongkum / Shutterstock.com

Padrão Racial

Os animais dessa raça pesam entre 70 a 80 kg quando atingem 6 meses de vida; aos 12 meses alcançam de 120 a 150 kg. Já os reprodutores podem chegar aos 250 kg.

Sua pelagem é preta, com pontos brancos nas patas, focinho e na vassoura da cauda. Pequenas manchas na paleta, nas laterais, entre outros locais, são aceitas. Embora não desqualifique, um tom bronzeado sobre o fundo preto é condenável. As malhas brancas variam durante a extensão do corpo do animal, sendo que sua ausência desvaloriza o animal. Sob o fundo preto, são admitidas pequenas manchas avermelhadas. Os pêlos são finos, abundantes, lisos, duros, tolerando frisos apenas na região da nuca. A pele é escura, fina, lisa e sem rugas.

A cabeça dos berkshires é curta, larga e apresenta perfil ultracôncavo, com fronte larga entre as orelhas e os olhos. Seu focinho é curto e largo; os olhos são grandes e afastadas um do outro; as orelhas apresentam tamanho mediano, de textura fina, sendo eretas e levemente inclinadas para frente, principalmente com o avanço da idade. Suas ganachas (bochechas) são cheias, lisas e sem papadas.

O pescoço é curto e pouco largo na região dorsal. O corpo é comprido, relativamente largo, profundo e quase cilíndrico. Quando este é curto e compacto, a carcaça é condenada. A linha superior é levemente arqueada, já a inferior apresenta boa sustentação, com laterais direitas e planas. As espáduas são largas e bem afastadas e possuem boa cobertura. O tórax é largo, apresentando boa profundidade, sem que haja depressão atrás das espáduas. A garupa deve ser longa, larga e plana, não sendo aceita uma garupa curta e caída, ou estreita. As laterais desta são longas, profundas e lisas, com flancos baixos e cheios. Os pernis são bem desenvolvidos e cheios. O ventre deve ser firme, sendo considerado defeito grave o ventre caído, comum em porca criadeira.

Tanto os membros anteriores quanto os posteriores são curtos, com bons aprumos, fortes, dispostos bem separados ao solo, com articulações secas, boa ossatura; no norte-americano o comprimento é moderado.

Aptidões e Qualidades

Os suínos dessa raça apresentam boa aparência, são intermediários na produção de carne (bacon), pois mesmo tendo musculatura bem desenvolvida, sua carne é entreverada, além de apresentar moderada manta de toucinho.

São animais vigorosos, rústicos, que se adaptam muito bem à criação semi-intensiva, e também, a climas diferentes.

Apresentam média prolificidade, gerando de 6 a 8 leitões por cria. A precocidade é boa, mas, aos 6 a 7 meses de vida, seu peso não é comparável com o de raças mais pesadas, porém em idade mais avançada sim.

Fontes:
http://www.criareplantar.com.br/pecuaria/lerTexto.php?categoria=34&id=61
http://www.scribd.com/doc/20066667/Suinocultura
http://www.suinos.com.br/mostra_noticia.php?id=847&comunidade=Curiosidade&cd=12
http://www.smallicombe.com/rare-breed-pigs.html

Arquivado em: Suínos