Terranova

Graduada em Medicina Veterinária (UFMS, 2009)

Terranova consiste em uma raça de cães oriunda do noroeste do Canadá. Não se sabe ao certo como esta raça foi originada. As teorias incluem:

  • Resultado do cruzamento entre os cães de Vikings e raças indígenas;
  • Produto do cruzamento entre cães indígenas e o Dogue do Tibete, levados por pescadores europeus até o Canadá;
  • Descendentes do Labrador Retriever;
  • Resultado do cruzamento entre o Mastim dos Pirineus, levados até a região pelos pescadores bascos, e cães indígenas.

A origem desta raça remota os anos de 1700. Durante o século XIX, foi estipulado aos habitantes de Terra Nova que não possuíssem mais do que um cão. Isso resultou na exportação intensa de cães para a Europa, sendo que a raça Terranova fez grande sucesso nesse continente. No ano de 1886, a raça foi oficialmente reconhecida pelo Clube Inglês do Terranova.

Terranova. Foto: YAN WEN / Shutterstock.com

Temperamento

São cães muito dóceis e gentis, muitas vezes apelidado como São Bernardo da água, pois gostam de recuperar objetos e pessoas que caem na água.

Esta raça é extremamente obediente ao dono, sendo, portanto, fáceis de treinar. Por serem muito sensíveis ao tom de voz do dono, precisam de um treino estimulante e divertido. Os animais dessa raça são avessos a solidão e, quando deixados sozinhos por muito tempo, podem ficar deprimidos.

São bons cães de guarda e de alerta, emitindo um latido grave na presença de perigo, bem como se colocando entre o dono e o perigo para defendê-lo.

Esses cães são excelentes com crianças e, mesmo mostrando-se receosos com estranhos, são pacíficos. Convivem bem com outros animais, até mesmo de outras espécies.

A atividade ideal para os cães dessa raça  é a natação.

Descrição

O Terranova é um cão de porte grande, com o machos ficando entre 68 a 71kg, enquanto as fêmeas ficam entre os 54 aos 66kg.

As características marcantes desta raça são a força e o ar altivo. Quando pequenos, os animais dessa raça lembram muito um urso, vindo daí a lenda de que o Terranova descende de ursos da região.

Embora seja um animal grande, apresenta um andar ligeiro. O crânio é maciço e largo, apresentando orelhas pequenas junto à cabeça. Possui olhos pequenos e castanhos, stop evidente, mas não pronunciado e focinho curto e quadrado.

Apresentam dorso largo e pescoço forte, bem como as patas e pés. Uma particularidade dos cães desta raça é que eles apresentam uma membrana entre os dedos, fato que ajuda esses animais a nadarem melhor, juntamente com a cauda funcionando como leme quando estão na água.

A pelagem do Terranova é resistente à  água, evidenciando pelagem dupla e pele oleosa. As cores permitidas incluem o castanho, o preto e o branco. O preto é sólido, podendo apresentar uma variedade com manchas brancas no peito, pés e na ponta da cauda; a variedade preta e branca, com a cabeça devendo apresentar-se na coloração preta com uma mancha branca que se estende até o queixo, a sela e a parte superior da cauda devem ser pretas. A variedade é incomum, com a tonalidade variando desde o bronze até o chocolate, sendo que manchas brancas são permitidas no peito, pés e ponta da cauda.

Terranova. Foto: Iuliia Khabibullina / Shutterstock.com

Saúde e Higiene

Esta raça, assim como outras raças de grande porte, é muito afetada por displasias. Além disso, torção gástrica também é comum, bem como estenose pulmonar, um grave problema hereditário da raça em questão. Com menos frequência, podem ser observados problemas oculares.

Por apresentar uma pelagem densa, devem ser escovados de duas a três vezes por semana. Por esse motivo, também é  importante alojar esses animais um local com sombra e água fresca.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Terra-nova
http://www.canilmonteolimpo.com.br/index.php/a-raca/
http://arcadenoe.sapo.pt/raca/terra_nova/61

Arquivado em: Cães